Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

O Grilo Falante

por josé simões, em 06.10.07

 Ouvi o discurso de manhã, à tarde andei a ler pelos blogues, à noite ouvi os comentadores de serviço aos telejornais. Hoje de manhã li as reacções nos jornais. Chego a pensar se o problema não será meu, mas sinceramente não vejo nada de especial na prédica do Presidente Cavaco Silva. Limitou-se a dizer o que todos nós sentimos, assim como já tinha sido o ano passado, e possivelmente será no próximo ano e em todos os anos até ao fim do(s) mandato(s). Completamente inócuo, incolor e indolor. É bota que toda a gente pode calçar; desde o Governo às oposições, passando pelos sindicatos. Todos reclamam vitória, que o Presidente lhes deu razão. Ao Governo porque é um incentivo, às oposições porque é necessário inflectir políticas, aos sindicatos porque vai de encontro às suas reivindicações. Enfim… O Presidente da República está assim a modos que transformado no Grilo Falante do sistema político. Resta saber se lhe dão ouvidos. Pelos vistos não…

 
Importante, importante, a meu ver, foi uma reacção que ninguém ouviu, ou que ninguém quis ouvir, ou pior ainda, fingiram que não ouviram: quando o nosso Primeiro afirmou que o Governo não ataca os professores, e se faz favor, não confundir professores com sindicatos. Esta é que é grave, vinda de um Primeiro-Ministro, secretário-geral de um partido que se reclama da Esquerda. Isto é muito mau.  

1 comentário

Comentar post