Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

||| In Memoriam

por josé simões, em 05.12.13

 

 

 

Nelson Rolihlahla Mandela

 

1918 – 2013

 

 

Lembro-me de ter chorado duas vezes nos últimos 30 anos, e as duas em frente a um ecrã de televisão. Uma foi a ver a felicidade de milhares de alemães em cima do Muro de Berlim no dia do seu derrube, agarrado ao telefone, não havia estas modernices do feiçe coiso e do tuita, a ligar a toda agente a perguntar se era mesmo verdade, se aquilo não era uma campanha qualquer da MTV ou assim. A outra foi numa tarde de domingo, em casa no sofá, à espera do momento em que a câmara fixa na porta da prisão mostrasse a libertação de Mandela. Minutos intermináveis. E lá vinha ele em passo lento, muito lento, demasiado lento, "mexe-te pá, pira-te daí antes que eles se arrependam ou te dêem um tiro", um stress. E lá vinha de mão dada com a Winnie, a sorrir, como se não tivesse estado 27 anos preso, como se tivesse ido só ali ver as modas e já estava de volta. Hoje já não choro, mission accomplished, e também já foi tudo dito. Obrigado mister Mandela.