Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

|| Negócios do arco-da-velha

por josé simões, em 22.08.13

 

 

 

E depois ainda há o escritório de advogados que vai redigir o contrato, o banco "não nomeado", ou antes pelo contrário, que vai intermediar a operação, as comissões e as luvas para os peritos em diplomacias várias, e que vão andar numa azáfama, com prejuízo da sua vida profissional e familiar, a "olear fechaduras" e a "inspeccionar carris", o excelentíssimo senhor Jacinto Leite Capelo Rego e, quiçá também, o excelentíssimo senhor Passos Dias Aguiar e a não menos excelentíssima senhora Maria Gustava dos Prazeres, mais o trabalho dos jornalistas de investigação, e o trabalho dos magistrados do Departamento Central de Investigação e Acção Penal quando os pormenores vierem a lume.

 

Nada se cria, nada se perde, tudo se transforma. Quer dizer, a parte do "nada se perde" já a gente conhece de outros carnavais.

 

«Portugal vende 12 aviões F-16 com prejuízo»

 

 

 

 

 

 

2 comentários

Comentar post