Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

|| Os homens-morcego da world wide web [Capítulo II e, de certeza, não o último]

por josé simões, em 19.04.13

 

 

 

Parecia que estava a adivinhar quando ontem escrevi que «uma pessoa vê a sua foto pespegada online, só porque tinha uma mochila às costas, um boné demasiado puxado a tapar o olhar, um aspecto suspeito para quem achou que tinha um aspecto suspeito, or ever, e acaba com a vida num inferno, na família, nos amigos, no trabalho, na rua e no prédio onde mora». Antes me tivesse redondamente enganado.

 

Sulahaddin Barhoum, marroquino, 17 anos, estudante e atleta, a viver há 4 anos em Boston com a sua família: "Eu não sou um terrorista… Eu estava a ver a maratona. Fiquei apavorado quando vi a minha foto online". Sulahaddin sonha poder um dia correr nos Jogos Olímpicos com a camisola dos Estados Unidos.

 

Os homens-morcego, esses, continuam aí pela calada da noite.

 

[A imagem foi fanada já não me recordo onde, sorry]

 

 

 

 

 

 

6 comentários

Comentar post