Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

In Memoriam

por josé simões, em 30.06.19

 

Guillermo Mordillo.jpg

 

 

Guillermo Mordillo

 

1932 - 2019

 

[Imagem]

 

 

 

 

#JeSuisCharlie

por josé simões, em 30.06.19

 

Michael de Adder.jpg

 

 

[Michael de Adder]

 

 

 

 

Fim-de-semana

por josé simões, em 30.06.19

 

Jimmy Somerville ‎– Mighty Real.jpg

 

 

Este fim-de-semana foi assim.

 

Mighty Real ~ Jimmy Somerville

 

[7" vinyl]

 

 

 

 

O cão do PSD atrás da cauda do PSD

por josé simões, em 29.06.19

 

Dog Chasing Tail.jpg

 

 

"Os chefes partidários privilegiam a fidelidade em vez do mérito". E depois há os fidélis que se revelam no mérito por mérito e isso trás um problema acrescido à nova liderança com novos fiéis em carteira. São como os melões, nunca se sabe até abrir. Aconteceu a Marques Mendes, aconteceu com Marques Mendes, acontece com a herança de Passos Coelho a Rui Rio e acontece desde sempre com os nomeados, sem saberem ler nem escreve,r para cargos políticos e de administração pública e que depois de terminada a sinecura ficam com currículo e com vantagem em relação à concorrência. A partir daqui vamos entrar num campo de discussão que não interessa a nenhum partido nem a nenhuma liderança do chamado "arco da governação" e ia estragar o espaço de comentário de um pantomineiro encartado como Marques Mendes, no início dos tempos privilegiado pela fidelidade ao chefe.

 

[Imagem]

 

 

 

 

Relatório e Contas. Resumo da Semana

por josé simões, em 29.06.19

 

Thom Yorke.jpg

 

 

[Thom Yorke]

 

 

 

 

Porque hoje é sábado

por josé simões, em 29.06.19

 

Obsession, 1964 Fan Ho.jpg

 

 

Obsession, 1964

 

Fan Ho

 

 

 

 

Vale zero

por josé simões, em 28.06.19

 

loures_livredearmas_nucleares.jpg

 

 

Nos 80s, com o PCP acabadinho de inventar o Os Verdes para cavalgar a onda "Atomkraft? Nein Danke" e "No Nukes" que começava a ganhar forma como movimento político alternativo na Alemanha e que nos chegava no Verão em forma de carrinhas "pão de forma" ao litoral alentejano, Costa Vicentina e barlavento algarvio, as câmaras municipais CDU plantavam cartazes na borda da estrada nos limites do concelho com "Concelho de tal, livre de armas nucleares", como se isso valesse alguma coisa num país ainda na era das centrais a carvão, o exército equipado com obus OTO Melara dos anos 50,  e com uma autoestrada para o sul a terminar em Setúbal. Trinta anos depois o Bloco de Esquerda pede ao Governo que declare "estado de urgência climática" e a cidade de Nova Iorque "declares a climate emergency", a primeira cidade com mais de um milhão de habitantes a fazê-lo nos States. E isto vale o quê? Zero, nada. Circo de que as pessoas estão fartas. Acção e medidas concretas é o que se pede.

 

[Imagem]

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 28.06.19

 

 

 

Empresários de Bragança, um dos distritos que mais mão-de-obra especializada dá à emigração, queixam-se ao ministro da falta de mão de obra especializada e o ministro a ser ministro limita-se a ouvir sem fazer nenhuma pergunta retórica.

 

 

 

 

A direita radical no seu melhor

por josé simões, em 27.06.19

 

Sem Título (8).jpg

 

Deputada ao Parlamento num país que está 11 pontos abaixo de Portugal no Índice de Percepção da Corrupção pergunta a Marcelo Rebelo de Sousa "¿Qué hará para que el Gobierno socialista se tome en serio la lucha contra la corrupción?"

 

[Gráfico na imagem]

 

 

 

 

Os prémios de gestão da TAP

por josé simões, em 27.06.19

 

Elmgreen & Dragset.jpg

 

 

Paulo Macedo, que é principescamente pago pelo contribuinte para fazer bem feito o trabalho para o qual é pago, vai receber um prémio de gestão por ter aplicado taxas e taxinhas a pensionistas, reformados, e funcionários públicos em todas as operações bancárias existentes na Caixa Geral de Depósitos e em todas as que no futuro vierem a ser inventadas, e por ter metido os depositantes a pagar ao banco para usar as suas economias, mal habituados que estavam a receber juros por emprestarem dinheiro à Caixa, vulgo depósitos. Muito bem.

 

E não, não há qualquer erro no título do post.

 

[Imagem]

 

 

 

 

Isto é grave, não há volta a dar-lhe

por josé simões, em 26.06.19

 

The Sculptor James Gallagher.jpg

 

 

"Portugal é o país que menos cumpre as recomendações do Conselho da Europa contra a corrupção. Um relatório agora publicado garante que no final de 2018 faltavam cumprir 73% dessas recomendações."

 

Conselho da Europa critica o Estado português pela falta de medidas contra um crime especialmente grave.

 

[Imagem]

 

 

 

 

Onde começa o Inferno, 60 anos depois

por josé simões, em 26.06.19

 

rio-bravo-poster (1).jpg

 

 

               Rio Bravo, Onde começa o Inferno, o nome que recebeu no Brasil

 

 

 

 

Faz de conta que nunca vimos isto

por josé simões, em 26.06.19

 

Óscar e Valeria Martínez no rio Bravo.jpg

 

 

Salvadorenho e a filha de quase dois anos morrem ao tentar atravessar o rio Bravo para chegar aos Estados Unidos

 

[Ainda alguém se lembra do dia de ontem?]

 

 

 

 

A direita do pastel de nata

por josé simões, em 25.06.19

 

Chang Chao-Tang.jpg

 

 

De cada vez que uma qualquer Bloomberg se lembra de aparecer com um "The Unlikely Rise of the Pastel de Nata, and Why It’s Suddenly Everywhere" saem logo a terreiro os aios e os escudeiros da direita radical de plantão às "redes sociais" em defesa do Álvaro com um "estão a ver? gozaram com o homem eppur si muove" sem se darem ao trabalho de explicar aos povo ignaro o que é que Portugal ganha, quanto é que Portugal ganha, qual é o impacto na economia, o crescimento das padarias e pastelarias, pequenas, médias e micro empresas, por haver produção de pastel de nata desde a China à Rússia, passando pela Indonésia e pelas ilhas Fidji e Santa Cona do Assobio, e que o pastel de nata da Bloomberg, do Economist ou do Charlie Hebdo é tão português como italiana é a pizza do Lidl para aquecer no forno em 6 minutos, a pizza, esse produto originário de Little Italy em Mulberry Street, Nova Iorque.

 

[Imagem]

 

 

 

 

O senhor Fernando Coutinho em Setúbal

por josé simões, em 25.06.19

 

1 (16).jpg

 

 

2 (17).jpg

 

 

3 (18).jpg

 

 

Diz que os setubalenses têm a secreta esperança de que um dia alguém lhes explique os prédios que o senhor Fernando Coutinho "construiu" em Setúbal, cagalhões arquitectónicos perfeitamente enquadrados e integrados no espaço envolvente, respeitando a memória histórica da cidade e resistindo a toda e qualquer requalificação, mais polis menos polis.

 

As imagens são do Google Maps.

 

[Prédio Coutinho]

 

 

 

 

Pág. 1/6