Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Women’s March NYC 2019

por josé simões, em 21.01.19

 

1.jpeg

 

 

2.jpeg

 

 

3.jpeg

 

 

4.jpeg

 

 

5.jpeg

 

 

6.jpeg

 

 

7.jpeg

 

 

8.jpeg

 

 

9.jpeg

 

 

10.jpeg

 

 

ultima.jpeg

 

 

'We Need To Come Together With One Unified Voice': Photos From 2019 Women's March Events In NYC

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 20.01.19

 

Vintage-Circus-Clown-Posters.jpg

 

 

“You think of how he changed America, he inspired us to change through the legislative process, to become a more perfect union,” he said. “That’s exactly what President Trump is calling on the Congress to do, come to the table in a spirit of good faith.”

 

Mike Pence Compares Trump to Martin Luther King Jr. on eve of MLK Day: Both ‘Inspired Us to Change’

 

[Imagem]

 

 

 

 

The 1959 Project

por josé simões, em 20.01.19

 

1 Jackie McLean.jpg

 

 

2 The Connection.jpg

 

 

3 Ahmad Jamal.png

 

 

4 New York Amsterdam News.png

 

 

5 John Coltrane.png

 

 

6 Coltrane.jpg

 

 

7 Count Basie.jpg

 

 

8 New York Amsterdam News.png

 

 

9 Charles Mingus and Horace Parlan playing at the Five Spot while Orson Welles listens.jpg

 

 

10 the Village Voice.png

 

 

The 1959 Project

A snapshot of jazz 60 years ago, every day

 

 

 

 

Fim-de-semana

por josé simões, em 20.01.19

 

The Associates ‎– The Affectionate Punch.jpg

 

 

Este fim-de-semana foi assim.

 

The Affectionate Punch ~ The Associates

 

[7" vinyl]

 

 

 

 

Relatório e Contas. Resumo da Semana

por josé simões, em 19.01.19

 

trustocorp.jpg

 

 

[Daqui]

 

 

 

 

Porque hoje é sábado

por josé simões, em 19.01.19

 

İlker Karaman (2).jpg

 

 

Untitled

 

İlker Karaman

 

 

 

 

O Bernardino contratou o Bernardino que é genro do Jerónimo?

por josé simões, em 18.01.19

 

carlos césar.jpg

 

 

Loures
Esclarecimentos acerca da peça emitida pela TVI

 

[Imagem]

 

 

 

 

Da série "Grandes Primeiras Páginas"

por josé simões, em 18.01.19

 

A capa da The New Yorker.jpg

 

 

A capa da The New Yorker.

 

 

 

 

Da série "Grandes Primeiras Páginas"

por josé simões, em 18.01.19

 

la luna de metropoli.jpg

 

 

A capa da La Luna de Metrópoli, supemento do El Mundo.

 

 

 

 

De braço no ar, since 1922

por josé simões, em 17.01.19

 

stalin_clown.jpg

 

 

Até percebemos o "problema", para as lideranças, dos mais ou menos ilustres que não apoiam candidato nenhum, ou o dos que apoiam o que está a dar e que, no segredo da caneta e do papel, votam no que pode vir a acontecer, mas foi com o braço no ar que Estaline purgou o Partido e povoou a Sibéria. No entanto não é crível que Rui Rio entregue os opositores encapuçados ao sadismo escrupuloso militante de um qualquer Lavrenti Beria.

 

 

 

 

"Tráfico de influências"

por josé simões, em 17.01.19

 

 

 

"Armando Vara entrega-se na prisão de Évora"

 

Ex-ministro socialista foi condenado por três crimes de tráfico de influências.

 

 

 

 

Rewind

por josé simões, em 16.01.19

 

 

 

Francisco Balsemão no 1.o congresso do PPD define o partido como "de esquerda".

 

[Daqui]

 

 

 

 

Limpar a imagem do nazismo e insultar a memória de seis milhões de mortos

por josé simões, em 15.01.19

 

Ebensee_concentration_camp_prisoners_1945.jpg

 

 

"Quatro dos cinco vice-presidentes da JSD criticaram esta terça-feira o facto dos apoiantes de Rui Rio irem apresentar um requerimento para que a votação seja de braço no ar e compararam-o às braçadeiras que os nazis obrigaram os judeus a usar."

 

E de braçadeira no braço, como os judeus na Varsóvia de 1940

 

[Imagem]

 

 

 

 

Contado ninguém acreditava, Capítulo IV

por josé simões, em 15.01.19

 

 

 

[Via]

 

 

Contado ninguém acreditava, Capítulo III

 

 

 

 

O estado da danação

por josé simões, em 14.01.19

 

Octavi Serra (1).jpg

 

 

Ver Luís Montenegro nas televisões, com aquele inconfundível painel de azulejos da sala de "entrevistas rápidas" do palácio de Belém atrás, residência oficial do Presidente da República, depois de ter sido oficialmente recebido pelo Presidente de todos os portugueses, a propósito de nada ou a propósito da crise interna no PSD, com ar de palerma de quem não tem a noção do que lhe acaba de acontecer, a comentar que a sua ideia, de a liderança ir a votos no Conselho Nacional, não era a sua ideia, que o Conselho Nacional não é "a sua praia", sem perceber que quem dá as cartas é o líder e a liderança, que quem ri por último é quem ri melhor, que quem define a praia, a toalha, o toldo e a espreguiçadeira, é o líder em funções, diz mais sobre o "primeiro como tragédia, depois como farsa" de Karl Marx no Dezoito de Brumário, aplicado à Presidência da República a seguir a Cavaco, ou ao PSD, a seguir ao PSD, desde os idos de Sá Carneiro?

 

Martim Moniz ficou para a história como o herói da tomada do castelo de Lisboa aos mouros, o que se sacrificou, quando não foi mais que o palerma, o mais entusiasmado na cabeça da turba aos urros, que foi empurrado pelos outros, pela massa humana de atacantes, e ficou entalado na porta possibilitando a entrada. Luís Montenegro é o Martim Moniz do PSD.

 

[Imagem]

 

 

 

 

Pág. 1/4