Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Quinta-feira o Avante! explica

por josé simões, em 19.12.16

 

che scott scheidly.png

 

 

Quando nos idos da ditadura fascista de Salazar, o direito de reunião, de associação, de manifestação, de publicar sem censura prévia, era proibido e os comunistas, socialistas, anarquistas, democratas, com ou sem filiação partidária, eram presos por o tentarem exercer, direito legítimo, banal nas democracias liberais, não eram prisões políticas mas prisões de delinquentes que violavam a lei, certo?


O Governo socialista de Raul Castro nega a existência de presos políticos em Cuba e afirma que os membros da oposição detidos violaram a lei.


[Imagem de Scott Scheidly]

 

 

 

 

O Auto dos Deserdados

por josé simões, em 19.12.16

 

stage_curtain.jpg

 

 

Depois, quando a corda começar a apertar na garganta do TAS – Teatro Animação de Setúbal, ou de O Bando – empurrado de Lisboa para o Vale de Barris em Palmela [só para citar aqueles que me são geograficamente mais próximos], Marcelo vai fazer deslocações rápidas e cirúrgicas para assistir à última peça levada a cena e para mostrar que o "amiguismo lisboeta", o herdeiro democrático da salazarento "Portugal é Lisboa e o resto é paisagem", mais do que não ter razão de ser no século XXI, é um mito que só existe na cabeça dos provincianos que vivem longe do cosmos turístico da capital.


[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

Guardar

Crato contra Crato

por josé simões, em 19.12.16

 

 

 

Enquanto o Crato de 2016 elenca todos os progressos feitos nos últimos 20 anos, o Crato de 2011 acusa os seus antecessores de não perceberem a ponta de um corno.