Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Se isto faz algum sentido, se não andam todos à nora...

por josé simões, em 12.07.16

 

burro-nora.jpg

 

 

Um dos princípios do Estado de direito democrático é do da irretroactividade das leis, já o da punição preventiva, e por antecipação ao que o futuro nos reserva, parece ficar ao critério de quem lhe apetecer e ao sabor das circunstâncias, que até podem riscar, de uma assentada, a máxima da direita radical-liberal que é o aumento dos impostos sobre as empresas ser inimigo da captação de investimento, contrário ao desenvolvimento económico e à criação de riqueza [não interessa para o bolso de quem].


Se isto faz algum sentido, se não andam todos à nora...


[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

Tudo bem, portanto

por josé simões, em 12.07.16

 

Lauren Ceellis.png

 

 

Os meus amigos ingleses, por acaso e só por acaso ingleses porque filhos de portugueses casados com netos de espanhóis, uns, ingleses, outros, porque netos de italianos, italianos de barba rija, que vir de Monte Cassino em 1945, a pé por uma Europa destruída pela II Guerra Mundial, até Newcastle, mesmo lá no norte, onde nunca há verão e o frio parte os ossos, não é propriamente fazer o Interrail ou ir de low cost visitar a muralha do Adriano, esses meus amigos ingleses votam pelo Brexit, não com medo das hordas de emigrantes que iriam assolar a costa da ilha, não por simpatia pelo Farage, antes pelo contrário, não pela chulice ao Estado social bife e ao NHS, não pelos subsídios para nada fazer e as reformas para a vida, mas por causa da 'dictatorship' de União Europeia e pelos não eleitos de Bruxelas, 'before it's too late'.


Duas semanas depois do Brexit ficamos a saber que 54% dos eleitores holandeses desejam um referendo sobre a permanência do país na UE e que 48% votariam para sair, exactamente no mesmo dia em que o Ecofin confirma as sanções para Portugal e Espanha pelo fracasso na implementação das políticas definidas pela tal 'dictatorship' de Bruxelas. E já é demasiado tarde..


Tudo bem portanto.


[Imagem]