Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Da série "Aliviar o Peso do Estado na Economia"

por josé simões, em 09.06.16

 

sergio-monteiro-e-maria-luis-albuquerque.jpg

 

 

"Em Julho do ano passado, o TdC [Tribunal de Contas] recusou o visto a 11 contratos entre a CP e a Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário (EMEF), no valor de 354 milhões de euros, por terem sido negociados num momento em que decorre a privatização da EMEF.


O TdC considerou que estes contratos, cuja duração chega aos dez anos, poderiam dar vantagem aos investidores privados que ficarem com a EMEF, conferindo-lhes receitas garantidas por um largo período de tempo."


O Tribunal de Contas [TdC] recusou visto a 46 contratos em 2015, com base em "ilegalidades detectadas" e que inviabilizaram a despesa pública de 393,9 milhões de euros, mais do que o dobro do valor registado em 2014.

 

 

 

 

Que outro valor mais alto se alevanta

por josé simões, em 09.06.16

 

Proposta-Concurso-Sardinhas-Festas-Lisboa.png

 

 

A revista Visão já tinha anunciado em Abril a ida de Maria Luís e também do presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, à reunião. No entanto, Medina não consta da lista que a organização enviou ao DN e fonte do gabinete do autarca garante nunca ter tido conhecimento desta visita. Até porque há vários compromissos no âmbito dos santos populares.


[Imagem e título]