Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

O regresso do mentiroso compulsivo

por josé simões, em 03.06.16

 

pinocchio-pencil-sharpener.jpg

 

 

O Passos Coelho que entre 1999 e 2004 não efectuou qualquer contribuição para a Segurança Social sobre os rendimentos do seu trabalho porque julgava que o pagamento de contribuições à Segurança Social não era obrigatório, "estava convencido de que, na época, era opção", é o mesmo Passos Coelho que em 2016 aparece preocupado, quando não apreensivo, com a sustentabilidade da Segurança Social, empenhado na sua reforma, "a desafiar os restantes partidos, em particular o PS, para uma Reforma da Segurança Social, assumindo a aposta de uma comissão eventual no Parlamento que discuta a questão nos próximos seis meses [...], com linhas vermelhas: não há cortes nas pensões, não se muda o sistema de solidariedade geracional e deixa cair o plafonamento das pensões".


Lá mais para frente saberemos "qual é a parte que cabe aos privados".


[Imagem]

 

 

 

 

O último a sair que apague a luz

por josé simões, em 03.06.16

 

Daniel Joseph Martinez, I Open My Eyes To the Sun

 

 

Dieselboom, presidente de uma instituição que legalmente, oficialmente, o que quiserem, não existe na União Europeia – o Eurogrupo, avisa o presidente da União Europeia, uma instituição que serve para fazer o que o Eurogrupo quer e que decidiu que deve ser feito, para ter mais atenção à sua credibilidade.


[Imagem]

 

 

 

 

Tudo numa imagem

por josé simões, em 03.06.16

 

DN.jpg

 

 

A passagem de Paulo Portas pela Assenbleia da República resumida numa imagem na primeira página do Diário de Notícias: ele dizia umas coisas e a gente ria-se muito.