Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

||| "Social-democracia, sempre!"

por josé simões, em 17.03.16

 

Montenegro-Passos-Marco.jpg

 

 

"Uma em cada 14 famílias portuguesas salta refeições por não ter dinheiro. Sofre daquilo que se designa, na gíria, como "insegurança alimentar grave", ou seja, não come o suficiente por não ter meios para isso."


[Imagem]

 

 

 

 

||| Descubra as diferenças

por josé simões, em 17.03.16

 

sherry knutson.jpg

 

 

«Governo fez as contas e atribuir os extintos passes "4-18" e "sub 23" a todos os jovens portugueses, independentemente das respectivas condições socioeconómicas, "custaria 20 milhões de euros", diz o ministro do Ambiente »


«Governo dá 17 milhões aos taxistas [...]. Segundo eles, [os taxistas] o Governo dá "um pacote que pode ir até aos 22 milhões»


[Imagem]

 

 

 

 

||| The impact of a single book

por josé simões, em 17.03.16

 

blake.jpg

 

 

"One book can change everything". Jorge Mendez Blake, The Castle.

 

 

 

 

||| Do burlesco

por josé simões, em 17.03.16

 

rhino.jpg

 

 

A embaixada de Marcelo ao Papa, em nome de D. Afonso Henriques, curvado no beija-mão piedoso, por 1179, pelo milagre de Ourique e pela visão de Nuno Álvares no campo de S. Jorge. Na primeira visita de Estado fora de portas Marcelo Rebelo de Sousa nomeado Marcelo I pela bênção papal.


O Portugal que já não existia, do simbolismo inventado por António Ferro e do castelo de Guimarães restaurado por medida dos feitos heróicos e da afirmação da nacionalidade, afinal ainda existe. Depois da tragédia – Cavaco, a comédia – Marcelo, com o caminho-de-ferro de Benguela, a cultura do sisal em Moçambique e o cacau em S. Tomé na ponta da língua. Heróis do mar, Nobre povo, Nação valente e imortal.


[Imagem]