Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

||| O Grande Líder

por josé simões, em 27.05.14

 

 

||| The next big thing

por josé simões, em 27.05.14

 

 

 

Diz que na política é como no futebol, ou se é bom jogador porque já se nasceu para aquilo, um predestinado com o dom [Messi, por exemplo], ou então chega-se lá com muito trabalho, dedicação e capacidade de sofrimento [para o caso Cristiano Ronaldo].

 

Agora ter no plantel alguém com os pés chatos, mas que meteu na cabeça que havia de ser jogador desse por onde desse e que, ao fim de 3 anos de treinos, nem um centro para a área sabe fazer quanto mais ter o espírito de matador para finalizar uma jogada com um pontapé certeiro para golo, desmoraliza a equipa e desmobiliza os adeptos.

 

"Estou naturalmente disponível para assumir essa responsabilidade, de liderar essa mudança e garantir um governo sólido em Portugal, porque isso é essencial para a mudança que os portugueses disseram muito expressivamente querer"

 

[Imagem "Di Stéfano marca en el 7-3 del Madrid al Eintracht en la final de la Copa de Europa de 1960", autor desconhecido]

 

 

 

 

 

 

||| Desmantelar o Estado social

por josé simões, em 27.05.14

 

 

 

A propina, paga em cash, em imóveis ou em propriedades para os mais ricos e para se ter acesso a um quarto ou a uma cama, as mensalidades para classe média e classe média alta em creches e infantários construídos para servir bairros sociais, e  a sopinha dos pobres, rebaptizada de "cantina social", o estigma e a exclusão para os mais pobres e miseráveis.

A Igreja Católica de regresso 100 anos após instauração da República.

 

«As misericórdias atravessaram incólumes os últimos anos de crise económica. Apesar das persistentes queixas de falta de dinheiro, nenhuma fechou e o número de funcionários até aumentou. Actualmente são cerca de “75 mil” os colaboradores que prestam apoio a um universo da ordem das “150 mil pessoas por dia”, desde idosos em lares, crianças em creches, pessoas com deficiência e programas de apoio alimentar, como cantinas sociais»

 

«[…] em 2011, no grupo das instituições da chamada economia social, as misericórdias tinham sido o maior beneficiário do Instituto da Segurança Social, com 306,9 milhões de euros.»

 

O Governo não tem um modelo de baixos salários para o país e o Governo também não quer destruir o Estado social, só quer que ele chegue aos mais necessitados e que as instituições que estão no terreno e conhecem a realidade e as pessoas e blah blah blah sejam as intermediárias do Governo, mesmo que isso implique retroceder até à década de 50 do século passado.. Em Junho de 2011 os portugueses fizeram uma escolha. Allahu Akba.

 

[Imagem "A Devout Pilgrim Makes Her Devotions, Fátima, 1950" by George Pickow]

 

 

 

 

 

 

||| Da série "Grandes Primeiras Páginas"

por josé simões, em 27.05.14

 

 

 

A primeira página do Libération

 

[Via]

 

 

 

 

 

 

||| "Isto é impressionante, mas no mau sentido"

por josé simões, em 27.05.14

 

 

 

"Sentado numa sala a ouvir líderes da União Europeia a reagir às eleições para o Parlamento Europeu parece-me que estão em profunda negação. Durão Barroso declarou que o euro não teve nada a ver com a crise, que foram tudo políticas falhadas ao nível nacional; há uns minutos atrás disse que o problema real da Europa é a falta de uma vontade política."

 

[Imagem de Kelly O’ Connor]

 

 

 

 

 

 

 

||| O sentido de oportunidade do PCP nas moções de censura

por josé simões, em 26.05.14

 

 

 

E a clarividência política do Comité Central da Brigada Brejnev de Jerónimo de Sousa.

 

Mesmo que a sondagem não inclua o "fenómeno" Marinho e Pinto e o novo Livre de Rui Tavares, o Bloco-Lázaro-Central ressuscitado pelas mãos de Cavaco Silva, recuperado do abaixo de zero para onde os cidadãos o remeteram:

 

«Uma sondagem feita pela Intercampus para a TVI nas vésperas das eleições europeias tendo em vista as eleições legislativas dá uma escassa margem de quatro décimas de diferença entre o PS e o PSD. E mostra que PSD e CDS juntos valem mais dois pontos percentuais que o PS.»

 

A menos que o princípio orientador na Soeiro Pereira Gomes seja o "quanto pior [para o povo e para o país] melhor", na caminhada do PCP para ser Governo, quando os portugueses assim o entenderem, Jerónimo dixit. A menos?

 

[Imagem de Schekoldin]

 

 

 

 

 

 

||| Qual é a pressa? [III]

por josé simões, em 26.05.14

 

 

 

Depois de considerar que a moção de censura anunciada pelo PCP vale nada por via da maioria absoluta no actual quadro parlamentar e de que não é mais do que um frete que os comunistas fazem ao Governo, António José Seguro apressou-se a informar que o PS vai votar a favor da dita cuja moção. Mesmo sem conhecer o conteúdo da mesma. Mesmo que a tal da moção comece, como habitual, mais ponto menos vírgula, por "O país é governado por políticas de direita, desde 1975, com o alto patrocínio do PS". O PS vota a favor. O PCP agradece. Depois formam uma frente unida, PS e PCP, do género das frentes de unidade popular nos países do leste na Europa do pós II Guerra Mundial na sombra de Estaline que, invariavelmente, acabaram com os partidos socialistas ou social-democratas absorvidos pelo partido "vanguarda da classe operária", devidamente purgados dos elementos contra-revolucionários e perigosos e vivem felizes para sempre.

 

Se não tiveres nojo bebe.

 

[Imagem "A Military Oath during the WW2 1941-1945"  by Michail Lukjanov]

 

 

 

 

 

 

||| Qual é a pressa? [II]

por josé simões, em 26.05.14

 

 

 

Seguro rima com seguro e com Tranquilidade e com Confiança e com OK e com Aliança e com Fidelidade.

 

"Se o PS chegar às legislativas com este resultado é o empastelamento total"

 

Seguro também rima com abono de família e providência cautelar. Se não tiveres nojo bebe.

 

[Imagem de Ramona Deckers]

 

 

 

 

 

 

||| O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 26.05.14

 

 

||| Qual é a pressa?

por josé simões, em 26.05.14

 

 

 

O Partido Socialista com uma derrota estrondosa no dia em que a aliança de direita do governo de 3 anos de direita teve uma derrota histórica. Se não tiveres nojo bebe.

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

||| Fim-de-semana

por josé simões, em 25.05.14

 

 

 

Este fim-de-semana foi assim.

 

Trans Europe Express ~ Kraftwerk

 

[7" vinyl]

 

 

 

 

 

 

||| Coisas importantes

por josé simões, em 25.05.14

 

 

 

Em tempos houve gente presa e torturada, em tempos houve gente que foi morta, em tempos houve gente que deu a vida para que, num dia como o de hoje, gente como nós pudesse fazer uma coisa tão simples como agarrar num papel e, depois de fazer uma cruz num quadrado, depositá-lo dentro de uma caixa e com isso dizer de sua justiça. Nunca ninguém se devia esquecer disto e devia ser ensinado nas escolas já que os pais não contam aos filhos.

 

[Imagem "Dick Higgins, Danger Music No.2, 1962. Performance at Fluxus Internationale Festspiele Neuester Musik, Wiesbaden 1962"]

 

 

 

 

 

 

||| ¡Madrid me mata!

por josé simões, em 24.05.14

 

 

 

Visto daqui, uma equipa com os nomes e os números dos jogadores impressos nas camisolas num sucedâneo de Comic Sans viu-se e desejou-se para levar de vencida uma equipa treinada por um Tom Waits look a like. Podia ser um poema de William Blake mas foi futebol.

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

||| Depois não querem, nem gostam, ser chamados de imbecis

por josé simões, em 24.05.14

 

 

 

Alguém que tenha uma casa, por exemplo, no Algarve, segunda habitação, herdada, o que quer que seja, desocupada todo o ano, ou ocupada um mês por ano, como queiram, quem é que impede esse alguém de emprestar a casa a um familiar, a um amigo, a um conhecido, como queiram também, xis dias durante o mês ípsilon para passar férias e até como forma de mostrar, para ladrão ver, que há gente ali?

 

O Estado, para o caso o fisco, vai plantar um fiscal à porta de cada habitação ou moradia a pedir a factura e o recibo do aluguer? "É pá, desculpe lá mas a casa foi-me emprestada por uma amigo", é isso?

 

E quem é que impede alguém, que pagou o aluguer duma casa para passar férias durante xis dias no mês ípsilon, muito mais barato do que um apartamento, aparthotel, hotel, de dizer, previamente combinado com o alugador, ao fiscal plantado pelo fisco ali à porta, que "não senhor, não paguei um cêntimo de euro pelo usufruto da casa, sou amigo do dono, é uma troca de favores, ocupo a casa durante xis dias durante o mês ipsílon e, enquanto ocupo a casa, além de ajudar na água, no gás e na electricidade, dou nas vistas porque o ladrão vê que há gente aqui"?

 

O que vai acontecer é que cada vez vai haver mais gente com "amigos" com casa no Algarve onde até fazem o favor de ir passar férias.

 

Passos Coelho que, depois da Teconoforma, para sacar fundos comunitários e da ONG, para sacar fundos comunitários, quer moralizar e disciplinar o acesso ao uso e ao mau uso dos fundos comunitários, quer também disciplinar a fuga ao fisco e o turismo paralelo, depois das férias "clandestinas" na Manta Rota.

 

Já não há uma coisa chamada "a puta da vergonha".

 

 

 

 

 

 

||| A jangada de pedra

por josé simões, em 24.05.14

 

 

 

Lisboa, capital da Ibéria. Desde os idos de 1580 que não se via nada assim.

 

[Imagem]