Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

|| Vamos lá então fazer a “reflexão”

por josé simões, em 27.04.10

 

 

 

 

«empresas públicas com défices gigantescos e gestões ruinosas» onde a administração foi é nomeada pelo patrão aka O Estado, onde o único critério que conta é o cartão do partido aka Jobs For The Boys, e fazendo tábua rasa do «compromisso social [para] com os outros» e para com o dinheiro dos contribuintes aka impostos, e para com os utentes aka pagadores de impostos, e onde nunca ninguém foi é responsabilizado, antes pelo contrário, recebe prémio de gestão no fim do ano.

 

Caro João Vaz, desculpa que mal pergunte, por que cargas de água é que a responsabilidade é chutada para o lado de quem trabalha e cumpre rigorosamente aka os trabalhadores? Outro argumento, sff, que esse é um bocado "manhoso".