Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

|| Do direito à indignação

por josé simões, em 25.03.10

 

 

 

 

 

Nos anos de ouro do “triunvirato Pintista” (Adriano, Lourenço & da Costa), quando a Federação Portuguesa de Futebol era joguete nas mãos das Associações Distritais de Aveiro, Porto e Braga por via do poder de voto adquirido na base de quantos mais clubes nos principais escalões do pontapé na bola, mais votos nas assembleias-gerais, e que foi a “base de trabalho” dos sucessivos alargamentos de divisão, de forma a que por cada clube da zona Norte que descesse – ou por cada clube da zona Sul que subisse – de divisão, pudessem entrar dois satélites do FC Porto, assim se construindo a tão propalada “hegemonia” no futebol, nunca destas bocas se ouviu uma palavra de indignação.

 

Se calhar é porque não havia blogues (nem Twitter) …

 

(Imagem de autor desconhecido