Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Remexer no passado

por josé simões, em 05.04.07

 Segundo noticia a imprensa de hoje, as relíquias de Joana D’Arc, a heroína francesa do século XV, afinal são de uma múmia egípcia.

 

“Os cheiros identificados pelos dois especialistas em perfumes serviram como pistas para descobrir que os alegados restos de Joana D’Arc tinham sido fabricados no século XIX, a partir dos restos de uma múmia egípcia.”

Público

 

“O cientista descobriu, ainda, que o tronco humano não foi queimado, mas pintado com um produto vegetal e mineral preto. O tecido de linho era o utilizado pelos egípcios para enrolar as múmias. E a resina de pinheiro não existia na Normandia quando Joana D’Arc foi morta.”

Diário de Notícias

 

Subitamente, vejo-me do lado do IPAR e a dar razão a todos que se opõem à abertura do túmulo de D. Afonso Henriques; pelo sim, pelo não… não vá o diabo tecê-las!

 

Provérbio do dia: “Só tem medo do Diabo quem já ouviu falar dele”.