Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

E se o tão temido populista nascer na frente sindical?

por josé simões, em 18.04.19

 

 

 

Quando a imunidade do sector privado à greve era um dado adquirido, porque inexistentes, ou residuais e inócuas, num espaço de uma mão de meses temos o país abalado por duas greves com adesões massivas, uma com impacto directo no PIB e nas exportações - estivadores em Setúbal, outra que só pela mediação do Governo não o paralisou totalmente - motoristas de transporte de matérias perigosas, ambas convocadas por dois sindicatos não alinhados nem enquadrados nas duas centrais sindicais, cada qual subordinada a uma agenda delineada fora do sindicalismo e da luta sindical tradicional, a CGTP às deliberações da Soeiro Pereira Gomes, a UGT verbo de encher e para que os sindicatos dos patrões não assinem sozinhos as concertações sociais, as duas incapazes de gerar protestos e reivindicações fora da Função Pública e da administração do Estado.   E se o tão temido populista nascer na frente sindical?

 

 [Imagem "Federico Fellini on the set of Satyricon" phorographed by Mary Ellen Mark, 1969]

 

 

 

 

A Venezuela dos Pequenitos

por josé simões, em 17.04.19

 

portugal dos pequenitos.jpg

 

 

Segundo a direita radical, para Portugal não ter a gasolina racionada como na Venezuela, o Estado deve intervir numa empresa privada... como na Venezuela.

 

[Imagem]

 

 

 

 

O circo nunca acaba

por josé simões, em 17.04.19

 

circo portugal.jpg

 

 

Os mesmos da direita radical que privatizaram sectores estratégicos da economia na base do "aliviar o peso do Estado na economia" querem agora que o Governo intervenha num conflito laboral numa empresa privada. Como ainda lhes resta alguma vergonha, mais medo que vergonha, em exigir publicamente a suspensão do direito à greve, que advogam em privado, ainda os vamos ver clamar pelo sindicalismo responsável da CGTP na mesa das negociações e da concertação, contra o sindicalismo selvagem dos sindicatos não-alinhados.

 

[Imagem]

 

 

 

 

3 em 1

por josé simões, em 17.04.19

 

Pump.jpg

 

 

Enquanto as televisões, todas, em modo papagaio repetem o spin do sindicato dos patrões que os motoristas dos transportes de materiais perigosos auferem um salário líquido mensal de 1 500 € sem especificarem que é sobre uma amplitude horária [oficial] de 12 horas de trabalho, com subsídios de refeição, subsídios de risco, 1.ª e 2.ª refeições penalizadas, refeições fora da base, horas extra a 50 e 75%, extra diurno e extra nocturno, a fazerem por 650 € mensais de salário base o trabalho de dois motoristas, o terceiro elemento da equação, PSD e o CDS, mais rápidos que a própria sombra, saem a terreno a exigir que o Governo encontre uma solução para um conflito laboral entre os trabalhadores e os patrões de uma empresa privada. Nacionalize-se, portanto. É sempre o mercado a funcionar.

 

[Imagem]

 

 

 

 

Typing Feminism

por josé simões, em 16.04.19

 

2 (6).jpg

 

 

3 (6).jpg

 

 

4 (5).jpg

 

 

5 (5).jpg

 

 

6 (4).jpg

 

 

Collaborative project made up by Women for the world. Typing Feminism

 

 

 

 

A seguir vão acusar um refugiado magrebino de ter ateado o fogo

por josé simões, em 16.04.19

 

il Giornale.jpg

 

 

Um bando de imbecis irresponsáveis com carteira de jornalista e munidos de jerrycans.

 

 

 

 

In Memoriam

por josé simões, em 16.04.19

 

chibanga.jpg

 

 

Ricardo Chibanga

 

1942 - 2019

 

 

 

 

O parasita

por josé simões, em 15.04.19

 

 

 

O sujeito que recebe duas pensões de reforma e que, enquanto Presidente da República, optou pela remuneração mais elevada desconsiderando o cargo que ocupava e a instituição Presidência da República para a qual foi eleito em eleições livres e democráticas, aparece a falar em sustentabilidade do sistema de pensões e em aumento da idade da reforma.

 

Cavaco acredita que a idade da reforma pode estar perto dos 80 anos em 2050

 

 

 

 

...

por josé simões, em 15.04.19

 

the-hunchback-of-notre-dame.jpg

 

 

 

 

O que ele não disse

por josé simões, em 15.04.19

 

Stefan Zsaitsits.jpg

 

 

Marques Mendes foi à televisão do militante n.o 1 ganhar 700 € em 10 minutos para explicar às pessoas que ganham 600 € em 30 dias que cada vez há mais velhos e menos novos e como se não bastasse os velhos cada vez morrem mais velhos e as mulheres cada vez têm menos filhos, o que não é compensado com uma política de imigração inteligente, porque os que têm filhos às carradas não interessa que venham para cá e os dos vistos gold vêm lavar dinheiro e não fraldas [esta parte ele não disse, é um aparte que me ocorre de todas as vezes que ouço falar em "imigração inteligente"] e que temos de encontrar uma solução para o futuro da Segurança Social, para a sustentabilidade do sistema de pensões, e que o estudo da Fundação Francisco Manuel dos Santos é um estudo válido, mais que não seja para trazer o tema para a praça pública e goste-se ou não das conclusões tem o mérito de lançar a discussão.

 

O que o estudo não diz nem Marques Mendes já com 700€ no bolso se lembrou de dizer é que a discussão deve ser redireccionada para o dinheiro dos contribuintes que faz falta ao sistema de pensões, e também à saúde e à educação, enterrado nos bancos privados;

se na era da informatização, da automação, da robotização, do online, que tornam o factor humano cada vez mais dispensável, o tempo em vez de lazer e fruição deva ser de trabalho e de "prisão" para que alguém que ganha 52 vezes mais que o seu semelhante e 120 vezes mais que a média dos seus empregdos se dê não ao prazer da redistribuição mas ao de patrocinar estudos que lhe apontam formas de ficar ainda mais rico.

 

[Imagem]

 

 

 

 

In Memoriam

por josé simões, em 14.04.19

 

Bibi Andersson.jpg

 

 

Bibi Andersson

 

1935 - 2019

 

 

 

 

Fim-de-semana

por josé simões, em 14.04.19

 

Tuxedomoon ‎– What Use.jpg

 

 

Este fim-de-semana foi assim.

 

What Use ~ Tuxedomoon

 

[7" vinyl]

 

 

 

 

Perdoar o Holocausto

por josé simões, em 13.04.19

 

0.jpg

 

 

1 (5).jpg

 

 

2 (5).jpg

 

 

3 (5).jpg

 

 

4 (4).jpg

 

 

Brazil president raises eyebrows saying Holocaust can be forgiven

 

[Imagens]

 

 

 

 

Marcelo legislador

por josé simões, em 13.04.19

 

ramalho_eanes.jpg

 

 

 

 

Relatório e Contas. Resumo da Semana

por josé simões, em 13.04.19

 

book.jpg

 

 

[How to read more]