Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Ele há coisas do caralho

por josé simões, em 28.02.24

 

marcelo.jpg

 

 

Corria a campanha eleitoral para as Autárquicas de 2017 e Marcelo Rebelo de Sousa, o Presidente de todos os portugueses, num semáforo encontrou-se por acaso com Teresa Leal Coelho, candidata do seu partido, o PSD, à Câmara Municipal de Lisboa.

 

Estávamos para saber das prometidas antecipadas legislativas por Marcelo, caso o Orçamento do Estado viesse a ser chumbado, e Marcelo, o Presidente de todos os portugueses, recebia na residência oficial o líder da oposição interna ao líder do seu partido, o PSD, para tratar da data das eleições antecipadas, condicionada pela data das eleições para a liderança do PSD.

 

Corria a campanha eleitoral para as Autárquicas de 2023 e Marcelo Rebelo de Sousa, o Presidente de todos os portugueses, encontrou-se por acaso na Feira do Livro com Carlos Moedas, candidato do seu partido, o PSD, à Câmara Municipal de Lisboa.

 

Corre a campanha para as Legislativas de 2024 e Marcelo Rebelo de Sousa só não se encontrou por acaso com Luís Montenegro, líder do seu partido, o PSD, na Bolsa de Turismo de Lisboa, porque um imbecil climático se meteu pelo meio.

 

Como se diz em português corrente, ele há coisas do caralho.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Todo o Poder aos Imbecis!

por josé simões, em 28.02.24

 

coyote.jpg

 

 

Estado securitário? Xenofobia? Estigmatização do outro? Insegurança induzida? Referendo ao aborto? Direitos das mulheres? Saúde Pública? Mentira atrás de mentira na campanha eleitoral? O dia em que os imbecis climáticos vieram em socorro dos trogloditas da AD:

 

O líder da Aliança Democrática (AD) e presidente do PSD, Luís Montenegro, foi atingido esta quarta-feira por tinta verde numa ação de protesto organizada por ativistas pelo clima na Bolsa de Turismo de Lisboa.

 

 

 

 

Coisas que fazem sentido

por josé simões, em 28.02.24

 

peixe.jpg

 

 

Se eu algum dia tiver de cortar um cêntimo numa reforma, demito-me

E porque é que se candidata se desconhece os dossiers ou desconhecendo os dossiers se demite ao invés de encontrar alternativas para não quebrar a palavra dada?

 

E quem duvidar da minha palavra é porque não tem palavra

E o que os cépticos, ou os escaldados de promessas anteriores, têm a ver com promessas de terceiros que empenharam a própria palavra dando como garantia a palavra dos outros?

 

Há não tanto tempo quanto isso o nome que se dava a isto era "conversa de maluco, dá-lhe o desconto", desde o advento das redes, em que um gajo qualquer com o título de doutor sai do balcão da taberna, vai para o Facebook, inventa um partido, elege deputados e, em vez de ser prontamente metido na ordem, arrasta os outros para a sua ordem ao ponto de entrar numa equação para solução governativa, tudo já é normal e aceitável.

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

De Kyiv a Dili

por josé simões, em 28.02.24

 

Ukraine Invasion....jpg

 

 

A 23 de Abril de 2002, António Filipe, ex deputado à Assembleia da República, membro do Comité Central do Partido Comunista Português, comparava a Ucrânia a Goa e Zelensky a Salazar,  "isto faz-me lembrar, aaa, eu não queria, fff, fazer uma comparação que possa ser mal interpretada, mas esta, esta atitude faz quase lembrar a atitude do Salazar em relação à Índia, é que a Índia também era agressora, eheh".

 

A 26 de Fevereiro de 2024, António Costa, primeiro-ministro demissionário, compara a Ucrânia a Timor-Leste e a agressão, invasão e ocupação de que foi vítima às mãos da Indonésia, "Nós portugueses temos, aliás, um bom motivo para compreender a importância de defender, mesmo nas circunstâncias mais difíceis, o primado do direito internacional. Todos nos recordamos que, durante muitos anos, Timor-Leste foi um território ocupado ilegalmente pela Indonésia e houve momentos em que Portugal esteve sozinho na cena internacional a bater-se pela defesa do direito à autodeterminação do povo de Timor-Leste".

 

Dizem que no próximo 10 de Março de 2024 o PCP corre o risco de desaparecer do mapa eleitoral e ficar reduzido a um ou dois assentos parlamentares, e até já há apelos ao voto de personalidades mais ou menos conhecidas, um de gente "sem filiação partidária" e outro de antigos companheiros de estrada.

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

O discurso fez a cabeça rapada ou a cabeça rapada fez o discurso?

por josé simões, em 27.02.24

 

1.jpg

 

 

Diz que o criador entrou na campanha para dar uma mãozinha ao homem sem passado - "O meu passado chama-se Passos", e que entrou na campanha no Algarve por ser o sítio onde a criatura mais ameaça a casa mãe comum, o partido do criador, e passar a segunda força política. E entrou com um discurso securitário e xenófobo, a associar a imigração à insegurança e criminalidade, segundo ele "uma sensação que paira nas pessoas", em vez do discurso pedagógico alicerçado em dados estatísticos fidedignos - "Segundo as nossas estatísticas, 99% dos imigrantes vêm por bem", David Freitas, coordenador da investigação criminal da Unidade Nacional Contra Terrorismo.

E disse mais o criador, disse que "O Luís [Montenegro] não deixará de procurar o que lhe faltar para fazer o que é preciso", que é como quem diz, o homem sem passado quando se vir sem futuro vai dar a mão à criatura, confirmando assim a profecia "Se houver maioria parlamentar de direita, tenho a garantia total - não posso revelar de quem - de que haverá governo de direita. Com ou sem Montenegro.", enquanto se desmascarava como a "força viva" fiadora do contrato.

E se o criador entrou na campanha na base de dar uma mãozinha ao homem sem passado acabou a potenciar a criatura que, mais rápido que a própria sombra e que o próprio Luís, veio surfar o discurso do mestre e colher os louros do elogio, "Basicamente o que Pedro Passos Coelho disse esta segunda-feira foi 'ponham os olhos no Chega'", metendo os crentes a olhar para o original e a fotocópia.

E se Passos, segundo a direita, é o federador da direita, qual é a direita que Passos federa, a que com fato grife e perfume caro enche a Praça do Município em Lisboa e o espaço do comentário "isento e independente" com as avenças nas televisões, ou os anónimos, pés rapados, excluídos do sistema, que não podem com eles nem com molho de tomate?

A direita a brincar com coisas sérias, com a liberdade e a democracia, mas a culpa há-de ser da esquerda.

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

A Criatura e o Criador

por josé simões, em 26.02.24

 

passos.jpg

 

 

"Ideologia de género" nas escolas, imigração descontrolada, responsável por um saldo positivo de 1.604,2 milhões de euros na Segurança Social, que leva à insegurança, no sétimo país mais seguro da Europa. A "subsidio dependência" e as "gorduras do Estado" estão lá atrás, no governo da Troika.

 

"Faz-me impressão ser seguido imitado por gente banal. Sinto-te uma fotocópia prefiro o original, Edição revista e aumentada cordão umbilical"

 

 

 

 

Não ter a puta da vergonha na cara é isto

por josé simões, em 26.02.24

 

gesto.jpg

 

 

"Pedro Soares dos Santos, CEO da Jerónimo Martins (dona do Pingo Doce), ganha 186 vezes mais do que o salário médio que paga aos empregados. Em 2016, esse valor era de 90 vezes mais, o que significa que dobrou em apenas sete anos", período de governação da 'Geringonça' e da maioria absoluta PS, em entrevista ao "Portugal Amanhã" diz não saber "se esta gente quer que sejamos a Cuba da Europa", depois de no Portugal Ontem ter mudado a sede social para a Holanda de forma a fugir às suas obrigações sociais para com o Portugal Hoje. Não ter a puta da vergonha na cara é isto.

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

Velhos de Portugal

por josé simões, em 26.02.24

 

moedas lisboa.jpg

 

 

A direita que convive bem com a propaganda dominical de Luís Marques Mendes e Paulo Portas em horário nobre - Velhos de Portugal, mascarada de análise isenta e desinteressada, é a mesma direita que ficou em estado de alerta com os Jovens de Portugal nas redes e no tubo, pela desmontagem da propaganda da direita, com recurso à memória do que foi a anterior governação da velha direita, agora regressada e apresentada como nova. Uns estarão a incorrer em várias infracções, os outros não estão a incorrer em infracções nenhumas e ainda são pagos para isso.

 

[Na imagem a cerimónia tomada de posse de Carlos Moedas como presidente da câmara na Praça do Município em Lisboa]

 

 

 

 

"A grande “família” do Chega"

por josé simões, em 25.02.24

 

naperon.jpg

 

 

Aceitam-se apostas sobre quantas televisões vão abrir telejornais com este trabalho do Público:

 

“A lista de extremistas que, em tempos, se preparavam para entrar no partido e que entreguei em mão ao André tinha nomes ligados ao assassinato de Alcindo Monteiro. Era extrema-direita dura”, recorda ao PÚBLICO o antigo vice-presidente do Chega, Nuno Afonso, que se desfiliou e encabeça a coligação Alternativa 21 por Lisboa. “Já tinha suspeitas de que vagas de pessoas desse género podiam entrar, havia gajos da NOS [Nova Ordem Social], a extrema-direita a sério. Mas quando mostrei a lista ao André [Ventura], a resposta foi: ‘Não faz mal, queremos os votos de toda a gente’”.

 

"A grande “família” do Chega"

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

Sign O' The Times, CCXXX

por josé simões, em 25.02.24

 

A capa da Barron's.jpg

 

 

A capa da Capital.jpg

 

 

crx.jpg

 

 

rzn.jpg

 

 

taz.jpg

 

 

vlk.jpg

 

 

lib.jpg

 

 

A capa da Wprost.jpg

 

 

A capa da Profil.jpg

 

 

abc.jpg

 

 

fkf.jpg

 

 

glb.jpg

 

 

grd.jpg

 

 

lib.jpg

 

 

A capa da Russian Life.jpg

 

 

A capa de Março da Harper's.jpg

 

 

ltm.jpg

 

 

wsp.jpg

 

 

unt.jpg

 

 

mrn.jpg

 

 

nrc.jpg

 

 

A capa da Franc Tireur.jpg

 

 

A capa da Idea Spektrum.jpg

 

 

epa.jpg

 

 

ntp.jpg

 

 

WSJ.jpg

 

 

gzt.jpg

 

 

p12.jpg

 

 

A capa da Stern.jpg

 

 

A capa do The New European.jpeg

 

 

A capa do The Times Literary Supplement.jpg

 

 

tms.jpg

 

 

hum.jpg

 

 

opn.jpg

 

 

CAN_NP.jpg

 

 

taz.jpg

 

 

A capa do L'Humanité Magazine.jpg

 

 

A capa do The Guardian Weekly.jpg

 

 

A capa do L' Express.jpg

 

 

glb.jpg

 

 

glob.jpg

 

 

crx.jpg

 

 

epr.jpg

 

 

grd.jpg

 

 

A capa da Adbusters.jpg

 

 

A capa da Internazionale.jpg

 

 

A capa do The Economist.jpg

 

 

gzt.jpg

 

 

CAN_NP.jpg

 

 

mnf.jpg

 

 

wsj.jpg

 

 

nrc.jpg

 

 

ntn.jpg

 

 

A capa da Reason.jpg

 

 

A capa da National Review.jpg

 

 

A capa da The Week, UK.jpg

 

 

oss.jpg

 

 

BRA_OE.jpg

 

 

dzn.jpg

 

 

fgr.jpg

 

 

tlg.jpg

 

 

A capa da Tachles.jpg

 

 

A capa da Washington Examiner.jpg

 

 

A capa da Trend.jpg

 

 

lmd.jpg

 

 

opn.jpg

 

 

p12.jpg

 

 

wsp.jpg

 

 

vlk.jpg

 

 

A capa da Handelsblatt.jpg

 

 

A capa da The Post Internazionale.jpg

 

 

A capa da The Week.jpg

 

 

SLK_DEN.jpg

 

 

ntp.jpg

 

 

taz.jpg

 

 

DEN_POL.jpg

 

 

gzt.jpg

 

 

ind.jpg

 

 

A capa da Wirtschaftswoche.jpg

 

 

A capa da La Vie.jpeg

 

 

A capa da Veja.jpg

 

 

llb.jpg

 

 

mnf.jpg

 

 

SWE_DN.jpg

 

 

vdn.jpg

 

 

wsp.jpg

 

 

A capa do Der Spiegel.jpg

 

 

A capa do FT Weekend Magazine.jpg

 

 

A capa do L'Obs Dpssier Spécial.jpg

 

 

trw.jpg

 

 

tmp.jpg

 

 

ntp.jpg

 

 

p12.jpg

 

 

tag.jpg

 

 

epa.jpg

 

 

taz.jpg

 

 

Kristen Stewart na capa da Rolling Stone.jpg

 

 

Sign O' The Times, Capítulo CCXXIX

 

 

 

 

Fim-de-semana

por josé simões, em 25.02.24

 

Lucio-Battisti.jpg

 

 

Este fim-de-semana foi assim.

 

Amarsi un po' ~ Lucio Battisti

 

[7" vinyl]

 

 

 

 

Resist

por josé simões, em 24.02.24

 

Hanna Vasyk.jpg

 

 

Coisas que chateiam Putin e o fascismo russo:

Hanna Vasyk, activista LGBT, e Junior Sergeant of the Ukrainian Armed Forces, PhD in Anthropology and Philosophy of Culture.

 

 

 

 

A culpa é do TikTok

por josé simões, em 24.02.24

 

cgtp.jpg

 

 

O XV congresso da CGTP, a maior e mais antiga central sindical do país, a passar ao lado das televisões, e o destaque dado pelas mesmas televisões ao congresso do sindicato dos bancários, também conhecido por UGT, inventado para assinar por baixo o que o sindicato dos patrõe lhe põem à frente para assinar. A culpa é do TikTok.

 

[Imagem]

 

 

 

 

Relatório e Contas. Resumo da Semana

por josé simões, em 24.02.24

 

point.jpg

 

 

[Link na imagem]

 

 

 

 

Porque hoje é sábado

por josé simões, em 24.02.24

 

June 1965.jpg

 

 

June, 1965

 

Robert Blomfield