Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Parem com isso, por favor

por josé simões, em 10.11.17

 

krovavaya.jpg

 

Nesta história do assédio, a todos os níveis condenável, que rapidamente se vai transformar, à imagem do que aconteceu com a pedofilia e o abuso de menores, numa enxurrada de falsas acusações motivadas por vinganças varias, descredibilizando as verdadeiras vítimas de abuso, inocentando os verdadeiros abusadores, arrastando para a lama o nome e a vida de inocentes e banalizando o tema que, a páginas tantas, passou a entrar por um ouvido da opinião pública a 100  e a sair pelo outro a 200, há um pormenor a reter: aquilo que era um negócio de compra e venda, "o mercado a funcionar" em Hollywood, com contratos implícitos e explícitos, já que, pelo que nos é dado a ver, toda a gente à boca pequena saber o que tinha de vender para comprar o que pretendia, passou, num click, a ser um rebanho de virgens nas mãos de predadores sexuais, que é como quem diz, uma "lavagem da alma", com as virgens putas convertidas em putas virgens, ou vice-versa.

 

Parem com isso, por favor. Enquanto é tempo.

 

[Imagem

 

 

 

 

||| Cuckold

por josé simões, em 09.12.15

 

locked_white_tshirt.jpg

 

 

"Vá a África e veja porque é que eles não trabalham. Gostam muito de sexo; nós também gostamos, mas se estivéssemos o dia todo na cama não fazíamos mais nada"


[Pedro Arroja] "elogia Salazar e pensa que os negros trabalham menos porque gostam de sexo"


[Imagem "Cuckold Shirts & T Shirts"]

 

 

 

 

||| Isto está tudo ligado

por josé simões, em 26.10.15

 

Ajita Wilson.jpg

 

 

Presidida por Carlos Magno, da freudiana avaliação das gravatas de Miguel Relvas e da inventona das escutas de Cavaco e Lima como um caso Monica Lewinsky em português, a «Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) pediu à Hot TV, único canal português de conteúdos para adultos (disponível em todas as plataformas de televisão paga), para emitir mais "programas em língua portuguesa"»

 

 

 

 

||| Truca-Truca

por josé simões, em 17.10.14

 

 

 

Como é por todos sabido um verdadeiro católico, temente a Deus, crente em Nosso Senhor Jesus Cristo e obediente ao Santo Padre e à Santa Madre Igreja, só "lá vai" para fazer filhos.


O que os meritíssimos juízes do Supremo Tribunal Administrativo nos estão a dizer é que 50 anos e já passou o prazo, fechou a fábrica. Temos pena. E temos Fátima todos os anos duas vezes por ano, e o casal debaixo dos lençóis, e o pudor de ver o cônjuge nu, e o prazer vedado à mulher, e o prazer é fora de casa. Mantêm-te no teu lugar. Cala-te!


Pare os meritíssimos juízes do Supremo Tribunal Administrativo o poema do “Truca-Truca” que Natália Correia dedicou em 1982 ao deputado do CDS, João Morgado, durante o primeiro debate parlamentar sobre a interrupção voluntária da gravidez após ter afirmado que "o acto sexual é para fazer filhos".


Já que o coito – diz Morgado –
tem como fim cristalino,
preciso e imaculado
fazer menina ou menino;
e cada vez que o varão
sexual petisco manduca,
temos na procriação
prova de que houve truca-truca.
Sendo pai só de um rebento,
lógica é a conclusão
de que o viril instrumento
só usou – parca ração! -
uma vez. E se a função
faz o órgão – diz o ditado –
consumada essa excepção,
ficou capado o Morgado.

 

 

 

 

|| In Memoriam

por josé simões, em 21.03.13

 

 

 

Harry Reems

 

1947 – 2013

 

 

 

 

 

 

|| Ler: remexer em assuntos de há 2000 anos

por josé simões, em 21.02.13

 

 

 

Reza a História que, por os gregos não conceberem a ideia de orientação sexual como identificador sexual, como é prática na moderna sociedade ocidental, e por não fazerem a distinção entre desejo e comportamento sexual na base do género os intervenientes, o acto sexual entre membros do mesmo sexo era prática comum na Grécia Antiga. E reza também a História que o acto homossexual entre mestre e aluno era encarado como forma de transmissão do conhecimento, simbolicamente o esperma depois da penetração.

 

Depois disso muito "conhecimento" foi transmitido, leia-se Paulo de Tarso andou pelo Mar Egeu e Constantino abraçou o Cristianismo, e as coisas nunca mais foram a mesma coisa, com a novel religião a servir mais como código de conduta, novo manual dos bons costumes.

 

E quero com isto dizer que a notícia não seria nunca notícia, a relação entre dois adultos, não fosse a hipocrisia e o falso moralismo. Saulo que um dia foi iluminado em Paulo. "remexer em assuntos de há 30 anos”.

 

[Imagem, "On The Other Side" by Peter Callesen]

 

 

 

 

 

 

|| Da série "Grandes Primeiras Páginas"

por josé simões, em 06.11.12

 

 

 

A capa da edição de Novembro da Playboy, South Africa

 

[Via]

 

 

 

 

 

 

|| Sluts Unite

por josé simões, em 15.07.12

 

 

 

Show your slut pride!

 

 

 

 

 

 

 

|| W. R. reloaded

por josé simões, em 30.03.12

 

 

|| O Diabo entra pela porta da cozinha

por josé simões, em 11.12.11

 

 

|| Holy shit!

por josé simões, em 30.11.11

 

 

 

«Its owned 100 percent by the German Catholic Church.»

 

Imagem de autor desconhecido

 

[Via]

 

 

 

 

 

 

|| Porn Meets Amy Winehouse in Unofficial Music Video

por josé simões, em 23.11.11

 

 

 

[Detalhes]

 

 

 

 

 

|| Um problema ético, desde pelo menos 55 d. C., e a SIDA não tem nada a ver com isso

por josé simões, em 20.11.11

 

 

 

«o problema da SIDA em África é “sobretudo ético” e não se resolve apenas com respostas médicas»

 

1. Mas a respeito do que me escrevestes, penso que seria bom para o homem abster-se da mulher. 2. Todavia, para evitar o perigo da incontinência, cada homem tenha a sua mulher e cada mulher, o seu marido.  3. O marido cumpra o dever conjugal para com a sua esposa, e a esposa faça o mesmo para com o seu marido.

 

I Coríntios 7, 1 – 11, 1

 

E se não fosse a SIDA era outra coisa qualquer.

 

[Imagem Carlos Aires Let's get lost bei Álvaro Alcázar aus Madrid Foto Merten Worthmann ARCO Madrid]

 

 

 

 

 

 

 

|| Pensar com a cabeça de baixo

por josé simões, em 30.10.11

 

 

 

[Via]

 

 

 

 

 

|| Expliquem-me lá como se eu fosse muito burro

por josé simões, em 25.10.11

 

 

 

«The FBI clarifies: "By definition, sexual attacks on males are excluded from the rape category and must be classified as assaults or other sex offenses depending on the nature of the crime and the extent of injury.” Statutory rape and rape with inanimate objects, like the one Abner Louima endured at the hands of police officers, don't count either. This language has been used to excuse the slew of rapes that occur when a victim is intoxicated and unable to consent. And oral rape, like what was alleged against Dominique Strauss-Kahn, also fall outside the definition.»

 

«FBI Expands its Definition of Rape—Will We Take It Seriously Now?»