Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Professor Astromar Junqueira

por josé simões, em 27.05.17

 

ruy-rezende-professor-astromar-roque-santeiro.jpg

 

 

Estamos em condições de servir as pessoas sem narcisismo e com abertura democrática.

 

Pedro Passos Coelho

 

 

 

 

Procedimento Por Défice de Memória

por josé simões, em 22.05.17

 

barely here.jpg

 

 

A novidade não é a saída de Portugal do Procedimento por Défice Excessivo, a novidade é a saída de Pedro Passos Coelho do Procedimento Catastrófico Excessivo e um ainda titubeante discurso positivo, afinal em Outubro há eleições legislativas, que se lixem as eleições.

 

Entre meia dúzia de banalidades, lugares comuns e alguns dados adquiridos, que podiam ter saído da boca de Jerónimo de Sousa, Assunção Cristas ou Catarina Martins, o personagem continua a insistir que o corte em salários e pensões e uma legislação a favorecer a rigidez patronal são "reformas", não é defeito é feitio, e que temos de avançar para a "reforma da Segurança Social", que é uma forma artística de introduzir o plafonamento, transformar a Segurança Social numa espécie de seguro dos miseráveis e entregar o remanescente aos privados.

 

O personagem que em vésperas de eleições criou um simulador online para a devolução da sobretaxa de IRS e que no dia a seguir às ditas já estava em resto zero reclama “menos calculismo eleitoral”.

 

O personagem que lamentou publicamente não ter conseguido baixar o custo do trabalho para as empresas, a reforma que ficou por fazer, considera fundamental gerar mais "emprego [...] melhor remunerado".

 

O personagem que é contra a devolução de salários e pensões, o fim da sobretaxa de IRS, a reposição de feriados e a actualização do preço da hora extra para valores pré 2011 mostra-se satisfeito pelos resultados alcançados e cumprimenta o Governo por isso.

 

Quão curta é a memória do povo?

 

[Imagem]

 

 

 

 

Não ter a puta da vergonha na cara é isto

por josé simões, em 20.05.17

 

Sem Título.png

 

 

[O PSD no Twitter]

 

 

 

 

 

A direita radical à nora

por josé simões, em 15.05.17

 

nora.jpg

 

 

Do desemprego que ia aumentar, das exportações a regredir a olhos vistos e do investimento a fugir para outras paragens, tudo por acção do Governo da 'Geringonça' por via da reposição de salários e pensões, do aumento do salário mínimo, do fim da sobretaxa do IRS, do regresso dos feriados e da hora extra para valores pré 2011, passámos para o maior crescimento da economia nos últimos 10 anos, para o crescimento contínuo das exportações e para o aumento do investimento privado por obra e graça das reformas do Governo anterior e por inacção do Governo da 'Geringonça'.

 

Eis a direita radical à nora, enredada no seu labirinto.

 

[Imagem]

 

 

 

 

Transtorno obsessivo-compulsivo

por josé simões, em 01.05.17

 

passos.jpg

 

 

"O transtorno obsessivo-compulsivo, distúrbio obsessivo-compulsivo ou Perturbação Obsessivo-Compulsiva é um transtorno de ansiedade caracterizado por pensamentos obsessivos e compulsivos, no qual o indivíduo tem comportamentos considerados estranhos pela sociedade ou por si próprio; normalmente trata-se de ideias exageradas e irracionais de saúde, higiene, organização, simetria, perfeição ou manias e "rituais" que são incontroláveis ou dificilmente controláveis"

 

O atual primeiro-ministro ainda não digeriu o facto de se ter candidatado às últimas eleições e não ter tido mais votos do que eu

 

[Imagem]

 

 

 

 

Não ter a puta da vergonha na cara é isto

por josé simões, em 25.04.17

 

Sem Título.png

 

 

[O PSD no Twitter]

 

 

 

 

 

"O pensamento político de Sá Carneiro"

por josé simões, em 20.04.17

 

DannyKaye.jpg

 

 

Luís 'Danny Kaye' Montenegro, sendo que o original tinha infinitamente mais piada porque cantava e dançava, líder da bancada parlamentar do outrora partido social-democrata, imortalizado pela sigla PPD/ PSD e designado, por Relva & Marco, futuro líder do partido ex-liberal, tomado por dentro por um bando de gaiatos, social-democracia-sempre-com-ponto-de-exclamação-no-fim, depois de 5 - cinco - 5 anos a acusar o Bloco e o PCP de legítimos herdeiros do estalinismo-trotsquismo e representantes legais do totalitarismo-chavista-castrista na Europa, por via da corrente syrizica na Grécia, se bem que o Syriza não rime, nem que a vaca tussa, com o KKE e que nesta altura do campeonato seja ideologicamente mais social-democrata do que as siglas do PSD, um pormenor que não estraga narrativas, vem agora invocar a experiência da democracia grega, por oposição ao totalitarismo da democracia constitucional parlamentar portuguesa, com quase 50 anos de provas dadas, a propósito de aproximar o sistema político dos eleitores, sem que o pormenor de um bónus de 50 - cinquenta - 50 deputados, não eleitos em eleições livres e democráticas, dados ao partido vencedor das eleições, seja explicado aos eleitores, em particular, e ao povo, em geral. Deve ser isto "o pensamento político de Sá Carneiro" que enche a boca do designado, por Relvas & Marco, futuro líder do partido ex-liberal, tomado por dentro por um bando de gaiatos, social-democracia-sempre-com-ponto-de-exclamação-no-fim, de cada vez que abre a boca sem ter nada para dizer e sem referências políticas que se aproveitem.

 

 

 

 

 

Circo de sombras

por josé simões, em 20.04.17

 

shadows circus.jpg

 

 

O criador e a criatura, sentados à mesma mesa, matam despedem a criação:

 

O ex-dirigente do PSD Miguel Relvas apontou hoje Luís Montenegro como "um dos rostos do futuro do PSD", e aconselhou o partido a "virar a página" e ultrapassar o facto de "ter ganho as eleições e estar na oposição".

 

Miguel Relvas, antigo número dois do actual líder social-democrata, Pedro Passos Coelho, foi uma das presenças no almoço do International Club of Portugal [...] sentado na mesa de honra tal como o vice-presidente do partido Marco António Costa.

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

"A verdade dos factos"

por josé simões, em 17.04.17

 

mckey ben frost.jpg

 

Ver Pedro Passos Coelho à saída da audiência com o Presidente da República lamentar-se de que no "ano passado, em relação ao Programa Nacional de Reformas, apresentámos variadíssimas propostas de alteração no Parlamento" e que "a maioria chumbou a maioria delas". Pedro Passos Coelho líder do partido que, ainda na semana passada, mandou José Pedro Aguiar-Branco ao Observador proclamar "a verdade dos factos" e sublinhar que "convém relembrar: quem ganhou as eleições foi o PPD/ PSD". Se a honestidade fosse uma coisa que lhe assistisse podia vir ele próprio explicar isto aos portugueses, a "usurpação" do poder e como é que "usurpado" do poder queria governar.

 

[Imagem]

 

 

 

 

A direita filha da puta

por josé simões, em 12.04.17

 

Schauble_Gaspar.jpeg

 

 

A direita filha da puta, habituada a fazer os outros à sua imagem, que no Twitter e no Facebook tratava, e trata, António Costa por "o monhé", "qué flô? qué flô?", sem argumentos arma um escarcéu onde não há nada, absolutamente nada mais do que mesmo que se herr Schäuble fosse de skate, de andas, de sandálias Birkenstock ou em tacões glam New York Dolls, o Governo da direita radical ajoelhoava-se sempre e, não só se ajoelhava, como também rezava.

 

 

 

 

 

Em posição destacada para o prémio Tolo do Ano de 2017

por josé simões, em 10.04.17

 

Palm Sunday.jpg

 

 

Depois as pessoas perguntam-se "e ainda assim ficaram abaixo da meta do défice exigida, puseram o país a crescer, o emprego a aumentar - que é substancialmente diferente do desemprego a descer, as exportações a crescer, sem medidas extraordinárias - ler sem Orçamentos rectificativos, sem chumbos do Tribunal Constitucional, sem o país todos os dias em greve e em manifs de rua e, pelo meio, ainda descalçaram a bota do sistema bancário?". Corre em posição destacada para o prémio "Tolo do Ano de 2017".

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

Não é defeito, é feitio

por josé simões, em 09.04.17

 

andrea büttner.jpg

 

 

"Este Governo e esta maioria têm um único cimento, que foi repor rendimentos" e podia ter acrescentado "que foi, aliás, o único cimento que uniu a maioria anterior que eu liderei durante quase 5 anos, retirar rendimentos às pessoas e às famílias, e apesar de uma importante reforma estrutural o Governo PSD/ CDS deixar por fazer, a de baixar os custos do trabalho. Sim, acreditamos em todas as palavras que dizes.

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

Fake news

por josé simões, em 05.04.17

 

sérgio-monteiro.jpg

 

 

Novo Banco: Esquerda é responsável por esta “má venda”

 

[Ler: Levar Portugal a sério (a sério)]

 

 

 

 

 

Recapitulando

por josé simões, em 05.04.17

 

 

 

Caso BPN: Ministério Público arquiva inquérito contra Dias Loureiro e Oliveira e Costa

 

 

 

 

Chapéu!

por josé simões, em 03.04.17

 

Brad Phillips.jpg

 

 

Tiro o meu chapéu a esta direita que, depois de quase 5 anos de Governo a esconder a banca da troika, a adiar uma solução para não sujar a saída limpa, a lavar as mãos atrás do biombo do Banco de Portugal para não comprometer a campanha eleitoral, a ter um vendedor, amigo, para o BES, repescado entre os secretários de Estado desempregados do Governo pelo Governador, amigo, reconduzido no Banco de Portugal, não só fazer passar para a opinião pública que tudo isto é obra dos socialistas, do Governo socialista, da esquerda radical, da Geringonça, como ainda meterem o primeiro-ministro e o ministro das Finanças a defender a solução. Chapéu!

 

[Imagem]