Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

A Lapa

por josé simões, em 11.10.17

 

Sieff.jpg

 

 

Quando Pedro Passos Coelho decidiu interromper o seu "desígnio terreno" escrevi que mais importante do que conhecer o seu sucessor era saber do futuro de ideólogos e apóstolos do "predestinado" interrompido, porque "incompreendido", dentro do partido. Ontem ouvimos Pedro Santana Lopes ser pago para anunciar na SIC Notícias a sua candidatura à liderança do PPD enquanto assumia a defesa do "defunto" ["Não parece bem que o partido possa ser entregue a quem, numa altura tão difícil para o país, passou a vida a pôr em causa o trabalho de salvação nacional que quase era feito. Para mim, é algo absolutamente incongruente. Devo dizer: não consigo compreender que isso possa acontecer. Porque, tal como os seres humanos, não concebo que a generalidade dos militantes do PSD, que defendeu e foi solidária com o Pedro Passos Coelho, possa agora dizer: Ai Passos Coelho saiu? Então vamos agora escolher aqueles que o quiseram deitar abaixo e disseram mal o tempo todo. E por isso acho que tenho esse dever"] e rematar que "Miguel Morgado e Duarte Marques são valores dentro do partido". Nada como a separação das águas e a clarificação.

 

[Imagem]

 

 

 

 

O surrealista naif, Capítulo II

por josé simões, em 09.10.17

 

chagall_flight.jpg

 

 

Marcelo, o novato ingénuo, recebeu Santana Lopes para falar sobre "o papel da Misericórdia no sistema económico e financeiro português".

 

[Imagem]

 

O surrealista naif, Capítulo I

 

 

 

 

O respeitinho é muito bonito, capítulo II

por josé simões, em 30.08.16

 

Elementos_da_escola_salazarista.JPG

 

 

A abertura do leque dos que, nas "redes sociais" [gloup], da direita à direita à esquerda à esquerda, se mostram perplexos com a decisão do Tribunal Europeu dos Direitos Humanos, é duma tal amplitude que, só por si, explica aos mais distraídos a razão pela qual Salazar foi eleito "o maior português de sempre" pelos portugueses num programa de televisão - a única eleição que venceu.


[Imagem]

 

 

 

 

||| O Vómito da Manha [sem til]

por josé simões, em 06.02.16

 

correio da manha.jpg

 

 

Se este vómito, este nojo - faltam-me os adjectivos, não remete, nas gordas, automaticamente para a Santa Casa, os jogos, o Euromilhões, Santana Lopes, O Santana Lopes... Abaixo de cão.

 

 

 

 

||| Em verdade

por josé simões, em 06.01.15

 

lost.jpg

 

 

Em verdade, em verdade vos digo que, após 10 – dez – 10 anos de Cavaco Silva numa instituição outrora respeitável e que dava pelo nome de Presidência da República, já estou por tudo.


«Santana Lopes. "Estou preparado para ser Presidente da República

 

 

 

 

||| Andar por aí

por josé simões, em 06.01.15

 

queda.jpg

 

 

Nem que seja às cabeçadas contra as paredes, ou a fazer ondas porque sim, ou por causa do barulho das luzes, ou porque quem não aparece é esquecido, ou até porque quem não sabe fazer mais nada do que muito barulho faz muito barulho para nada e para incomodar os outros. "Santana admite candidatar-se a Belém mesmo contra Marcelo" [e contra Guterres], sem perceber que o que Santana admite é candidatar-se a Belém contra Santana. RIP.


[Imagem]

 

 

 

 

||| "Não há almoços grátis"

por josé simões, em 06.08.14

 

 

 

«Segundo o despacho, Pedro Santana Lopes "não auferirá qualquer remuneração, correspondendo à disponibilidade manifestada pelo próprio em exercer a título gratuito" as funções de provedor da SCML [Santa Casa da Misericórdia de Lisboa].

 

O despacho aprovado pelo primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, e pelo ministro da Solidariedade e da Segurança Social, Pedro Mota Soares, […]»

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

||| Misericórdia para a Misericórdia

por josé simões, em 05.08.14

 

 

 

"Não há almoços grátis". E não é o endereço de e-mail do abominável homem das Neves para aquelas coisas que escreve às segundas no Diário de Notícias. O homem até fez um figurão, que sim senhor, que aceitava o cargo, que até era um cargo não remunerado, altruísmo, caridade cristã e tal. E vai renovar. Mérito e competência. Como diria o vice-trampolineiro Paulo Portas, ex-partnair no Governo do berço onde o bebé levava caneladas e carolos e quanto mais chorava mais caneladas e carolos levava, também ele muito zeloso do dinheiro dos outros, sem segundas intenções, "o socialista é muito bom a gastar o dinheiro dos outros mas quando acaba o dinheiro chamam-nos a nosotros y a vosotros para compor as coisas"

 

«Futuro da Misericórdia de Lisboa pode estar em causa, dizem auditores

 

Pareceres que a instituição nunca tinha divulgado mostram preocupação com a evolução dos resultados e com a dimensão do recurso aos ajustes directos com consulta a um único fornecedor.»

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

|| Um fenómeno inexplicável

por josé simões, em 29.08.13

 

 

 

Não explicou como é que se faz uma delegação de competências sem a respectiva dotação orçamental que assegure a sua execução, ainda para mais quando o poder local é vítima primeira do garrote orçamental. Mas isso agora também não interessa nada e "para o que é bacalhau basta". Levezinho, levezinho, levezinho, para manter a tradição.

 

Um fenómeno inexplicável, o tempo de antena que o senhor tem em todos os órgãos de comunicação social, a propósito de tudo e mais alguma coisa e por dá cá aquela palha, desde a floresta que arde à Moda Lisboa, do pontapé na bola aos arrumadores na avenida, das condições meteorológicas aos engarrafamentos na ponte.

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

|| Irmãos inseparáveis

por josé simões, em 14.08.13

 

 

 

 "Recuou pela pátria e não por querer mais poder". LOL ninguém se ri. Se não for trabalhar a empresa fecha ou se não jogar no domingo o clube perde. E dia 25 de Dezembro à meia-noite o Pai Natal desce pela chaminé. Mascarado de Viriato ou, vá lá, de Nuno Álvares Pereira. Its an Injustice. Calimero vezes 365 dias do ano vezes oito anos. "Eu sou exemplo". Its an Injustice. ROFL ninguém se ri. Fermata, suspensão ao critério do intérprete. Its an Injustice. Blah-blah-blah, prova de vida, andar por aí. Voltar um dia. Em modo Mascarilha ou, vá lá, John Steed. Patriota também, e com sentido de Estado. Na alegria e na tristeza, na saúde e na doença. LMFAO ninguém se ri. Faz-lhe bem ao ego.

 

Depois da mãe do seu filho, o irmão inseparável do filho da sua mãe. E ir para a praia que estamos em Agosto?

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

|| O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 19.04.13

 

 

 

Diz o homem que passou da política para a presidência de um clube de futebol, da presidência de um clube de futebol para a presidência de uma Câmara Municipal, da presidência de uma Câmara Municipal para a presidência de outra Câmara Municipal a 200 kms de distância da primeira, tendo ocupado os "intervalos" com uma participação num reality show de Artur Albarran e a comentar a jornada futeboleira em canais avulso:

 

«Todos falam do mesmo. Mesmo nos programas supostamente não muito a sério, só falam de política. É uma verdadeira obsessão. Nos Eixos do Mal, nos Governos Sombra, é só, só política.

[…]

 

Uma pessoa sintoniza nesses programas para se distrair e vê-os a falarem com ar sábio, como se também estivessem convictos do caminho para se salvar a Pátria e querendo mostrar que sabem de todos os assuntos da governação. Que enjoo!»

 

Num ponto tem razão, «se fosse cá dentro como lá fora» já tinha levado um pontapé naquela parte do corpo onde terminam as costas, assim ainda chegou a primeiro-ministro.

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

 

 

|| Distúrbio obsessivo-compulsivo

por josé simões, em 04.01.13

 

 

 

Pedro Santana Lopes, o provedor-comentador-provedor-vereador-provedor, aproveita o pedido de fiscalização sucessiva do Orçamento do Estado de 2013 por Cavaco Silva para falar de Pedro Santana Lopes, o primeiro-ministro, e de Jorge Sampaio Presidente da República. Como o senhor Evaristo, uma temporada de repouso nas termas do Cartaxo não lhe fazia mal, não.

 

 

 

 

 

 

|| Não se faz. Mesmo a Santana Lopes não se faz

por josé simões, em 17.03.12

 

 

 

Ver Pedro Santana Lopes, na primeira página do Expresso, em modo Liberace [se bem que para o caso seja mais Richard Clayderman] fez-me lembrar que o último personagem que apareceu nestes preparos [ao piano] no "há mil anos a fazer opinião", e por sinal também militante do PPD/ PSD, tem mandato de captura emitido no Brasil e está à guarda da Policia Judiciária na Gomes Freire em Lisboa. Não se faz. Mesmo a Santana Lopes não se faz. Mau gosto.

 

[Wladziu Valentino Liberace na imagem]

 

 

 

 

 

 

|| O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 16.03.12

 

 

 

«[…] confessa ainda que a sua inspiração "é o doutor Mário Soares"

 

[Imagem High Wire, Stanley Kubrick, 1948, Look Magazine]

 

 

 

 

 

 

|| Não lhe passa pela cabeça chegar mais cedo

por josé simões, em 03.07.11

 

 

 

O princípio da administração pública albergue aplicado ao sector privado: Como seria o contrato de trabalho de alguém que (só) trabalha nos "minutos que antecedem o início dos filmes" para atender os Santanas deste país?

 

(Imagem de autor desconhecido)