Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Tirar uma cartola do contribuinte

por josé simões, em 26.12.17

 

capa_jornal_i_26_12_2017.jpg

 

 

Não há "Taxa da Protecção Civil" mas há "Taxa Turística" e cartolas à fartazana tiradas do bolso do contribuinte num espectáculo abrilhantado por uma estrela [de]cadente pop depois de se vir queixar para o Facebook do dinheiro que não lhe chega para pagar a net que lhe permite passar os dias a queixar-se no Facebook e cujo último trabalho discográfico gravado foi uma remake em 2014 de temas dos anos 80. Diz que o Fernando Tordo foi para o Brasil mas que o contribuinte continua em Lisboa.

 

[Na imagem a primeira página do jornal i]

 

 

 

 

Da série "O Papel da Comunicação Social na Pacificação do Futebol Português"

por josé simões, em 08.12.17

 

a bola (1).jpg

 

 

record (1).jpg

 

 

o jogo.jpg

 

 

 

 

Da série "Grandes Primeiras Páginas"

por josé simões, em 07.12.17

 

The National (2).jpg

 

 

A primeira página do The National

 

 

 

 

As coisas como elas são

por josé simões, em 25.11.17

 

Otto Stupakoff 1963.jpg

 

 

Ver Marcelo, o Presidente-Sol, a explicar aos jornalistas, com a carteira profissional passada pela Farinha Amparo, que o Presidente não tinha de saber ou deixar de saber da ida do Infarmed para o Porto, que isso é da exclusiva competência do Governo. Priceless.

 

Não ocorrer a nenhum jornalista, com a carteira profissional passada pela Farinha Amparo, perguntar ao PSD, por interposta pessoa o deputado Leitão 'legionella' Amaro, "ó senhor deputado, mas a atribuição de isenção de IMI não é da exclusiva competência das câmaras municipais?".

 

 

 

 

Uma boa razão

por josé simões, em 25.11.17

 

elcorreo.jpg

 

 

elperiodico (1).jpg

 

 

larazon.jpg

 

 

liberation (2).jpg

 

 

repubblica.jpg

 

 

tagesspiegel (1).jpg

 

 

De certeza que há uma boa razão pata nenhum, n-e-n-h-u-m, jornal português ter fieto uma chamada, mínima, de primeira página para o "dia internacional para a eliminação da violência contra as mulheres".

 

 

 

 

O dia seguinte

por josé simões, em 14.11.17

 

Publico 13 Nov 2017 (2).jpg

 

 

 

 

As primeiras páginas dos jornais no dia a seguir ao Público ter feito manchete com a fraude no valor de 6.747.462 € [seis milhões setecentos e quarenta e sete mil quatrocentos e sessenta e dois euros] com fundos comunitários, era Miguel Relvas secretário de Estado da Administração Local no Governo de Durão Barroso e Pedro Passos Coelho administrador da Tecnoforma, a empresa beneficiária dos fundos.

 

 

 

 

cm (1).jpg

 

 

jn.jpg

 

 

dn.jpg

 

 

i.jpg

 

 

negocios.jpg

 

 

 

 

100 anos depois

por josé simões, em 07.11.17

 

Die Welt.jpg

 

 

Die Tageszeitung.jpg

 

 

Diário de Noticias.jpg

 

 

Público.jpg

 

 

100 anos depois, o que resta na imprensa europeia: uma referência de primeira página em dois jornais alemães e outra em dois jornais portugueses.

 

 

 

 

 

Da série "Grandes Primeiras Páginas"

por josé simões, em 29.10.17

 

vozgalicia.jpg

 

 

A primeira página do La Voz de Galicia, edición de Arousa [via]

 

 

 

 

O problema são as "redes sociais"

por josé simões, em 22.10.17

 

smile.jpg

 

 

Acabaram com o Serviço Nacional de Saúde sem avisar ninguém o que obrigou Cristiano Ró-náldo [com dois acentos, como se diz na televisão] a pagar do seu próprio bolso os "cuidados médicos a centenas de feridos dos incêndios".

 

A televisão do militante n.º 1, SIC e SIC Notícias, levou um dia e meio a falar numa manif com "a Praça do Comércio quase cheia", como se fossemos todos cegos.

 

Diz que o problema são as "redes sociais" [o que quer que isso signifique], sem escrutínio e sem o selo de garantia do jornalismo, para desviar para canto que o problema é escrutínio feito ao jornalismo pelas "redes sociais" que incomoda. E muito.

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

O Dia da Vergonha

por josé simões, em 02.10.17

 

ara.jpg

 

 

corriere_della_sera.jpg

 

 

liberation (1).jpg

 

 

newyork_times.jpg

 

 

 

 

daily_telegraph.jpg

 

 

diario_americas.jpg

 

 

die_welt.jpg

 

 

elperiodico.jpg

 

 

ft_us.jpg

 

 

lavanguardia.jpg

 

 

lefigaro.jpg

 

 

lesoir.jpg

 

 

segre.jpg

 

 

tagesspiegel.jpg

 

 

the_independent.jpg

 

 

the_national.jpg

 

 

western_mail.jpg

 

 

 

 

Dia de Reflexão

por josé simões, em 30.09.17

 

The National (1).jpg

 

 

A primeira página do escocês The National

 

 

 

 

Jornalismo "de referência"

por josé simões, em 24.09.17

 

expresso.jpg

 

 

5 de Fevereiro de 2011

 

expresso_.jpg

 

 

22 de Setembro de 2017

 

 

 

 

O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 27.07.17

 

white-makeup-clown.jpg

 

 

Apenas quatro dia depois de ter feito gordas de primeira página para uma notícia baseada na boataria e no diz que disse do Facebook o Expresso faz um multimédia "acredita mesmo em tudo que lê na internet?"

 

[Imagem]

 

 

 

 

Ficamos todos muito mais descansados

por josé simões, em 03.07.17

 

Zeid Ali, 12, left, and Hodayfa Ali, 11, comfort e

 

 

Porque o jihadismo, quando não fabrica as suas próprias metralhadoras, granadas, armas anti-tanque, etc. , compra-as no mercado regulado e fiscalizado já que as redes internacionais de tráfico de armas não querem nada com semelhante gente.

 

A rede que roubou armamento de guerra em Tancos, na última quarta-feira, estará ligada ao tráfico internacional de armas e não ao jihadismo

 

[Imagem]

 

 

 

 

Sebastião Moreira de Sá

por josé simões, em 23.06.17

 

Passos-Relvas.jpg

 

 

"Sebastião come tudo tudo tudo tudo, Sebastião come e sabe o que quer"