Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Dear Europe

por josé simões, em 30.03.17

 

 

 

Dear Europe is a collaborative video about the upcoming European elections and how lessons gleaned from Brexit and Trump, might relate. The piece was made by artists who call the US and the UK home. Turn on closed captions for French, Dutch and German and Italian!

Our hope was to impress upon our friends in Europe that the future is written by those who vote.

 

 

 

 

 

Europa, século XIII

por josé simões, em 25.03.17

 

Papa_Tratado_de_Roma.jpg

 

 

 

 

 

Sletten en groene wijn

por josé simões, em 21.03.17

 

pornobus.jpg

 

 

Diz mais dele próprio, da ideia que tem das mulheres, das relações que estabelece com as mulheres, do que propriamente dos "países do Sul da Europa". O moço de fretes de herr Schäuble:

 

Dijsselbloem acusa os europeus do Sul de gastar dinheiro em "copos e mulheres"

 

[O título do post é o popular "putas e vinho verde" no tradutor do Google para holandês]

 

 

 

 

 

A direita das famílias numerosas

por josé simões, em 17.03.17

 

The-King-Family-circa-1976.jpg

 

 

E benefícios em sede de IRS e isenções fiscais varias e tarifas da água e da luz bonificadas e rendas da casa subsidiadas:

 

Educai os vossos filhos nas melhores escolas, assegurai-vos que as vossas famílias vivam nos melhores bairros, conduzam os melhores automóveis, vivam nas melhores casas e façam cinco filhos, e não apenas três. Porque vocês são o futuro da Europa

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

Férias de Natal 2016

por josé simões, em 23.12.16

 

BoxerXmasCrd.jpg

 

 

Um terrorista rouba um camião em Berlim, mata 13 – uma dúzia por atropelamento mais o motorista do pesado, e deixa dezenas de feridos atrás de si. Três dias depois é abatido em Milão, Itália, por acaso, numa operação policial de rotina, descobrindo a polícia italiana a sua identidade só depois de cadáver. De Berlim a Milão são mil e tal quilómetros de estrada, 11 horas de viagem por 3 países europeus – Alemanha, Lichtenstein e Itália. Um paineleiro-comentadeiro com lugar cativo na televisão do militante n.º 1 – SIC Notícias diz que a polícia havia de ter ficado com ele vivo já que morto não tem grande utilidade para sacar informação. Outro paineleiro-comentadeiro-especialista, este chamado à televisão do militante n.º 1 só em casos de "emergência médica", diz que isto é a prova da cooperação entre as polícias na União Europeia.


Jingle bells, jingle bells.


[Imagem]

 

 

 

 

Da banalidade

por josé simões, em 07.10.16

 

Algemeen Dagblad.jpg

 

 

A imagem na primeira página do holandês Algemeen Dagblad.

 

 

 

 

Kristalino, o "Lebensraum"

por josé simões, em 05.10.16

 

Greater_Germanic_Reich.png

 

 

Anormal seria que a ONU, organização nascida há 70 anos como resposta a uma Europa arrasada pela II Guerra Mundial e os seus 70 milhões de mortos, consequência do conceito alemão Lebensraum, 70 anos depois da sua criação e quando se debate qual o seu papel no século XXI, a sua reestruturação, a resposta aos novos problemas e desafios, e se parte para a eleição de um secretário-geral num processo nunca antes visto e cuja palavra-chave era "transparência", visse todo o processo posto em causa por um coelho búlgaro tirado da cartola alemã do... Lebensraum.


[Imagem]

 

 

 

 

Tudo bem, portanto

por josé simões, em 12.07.16

 

Lauren Ceellis.png

 

 

Os meus amigos ingleses, por acaso e só por acaso ingleses porque filhos de portugueses casados com netos de espanhóis, uns, ingleses, outros, porque netos de italianos, italianos de barba rija, que vir de Monte Cassino em 1945, a pé por uma Europa destruída pela II Guerra Mundial, até Newcastle, mesmo lá no norte, onde nunca há verão e o frio parte os ossos, não é propriamente fazer o Interrail ou ir de low cost visitar a muralha do Adriano, esses meus amigos ingleses votam pelo Brexit, não com medo das hordas de emigrantes que iriam assolar a costa da ilha, não por simpatia pelo Farage, antes pelo contrário, não pela chulice ao Estado social bife e ao NHS, não pelos subsídios para nada fazer e as reformas para a vida, mas por causa da 'dictatorship' de União Europeia e pelos não eleitos de Bruxelas, 'before it's too late'.


Duas semanas depois do Brexit ficamos a saber que 54% dos eleitores holandeses desejam um referendo sobre a permanência do país na UE e que 48% votariam para sair, exactamente no mesmo dia em que o Ecofin confirma as sanções para Portugal e Espanha pelo fracasso na implementação das políticas definidas pela tal 'dictatorship' de Bruxelas. E já é demasiado tarde..


Tudo bem portanto.


[Imagem]

 

 

 

 

Ganhou o Chancellor Adam Sutler

por josé simões, em 24.06.16

 

nigel farage.jpg

 

 

Ganhou o Chancellor Adam Sutler e o next step talvez seja reerguer a Muralha de Adriano para proteger a ilha dos bárbaros a norte que a sul está lá o canal desde sempre e a RAF nos ares. E Já que de "Dieselboom" a Tusk, passando por Juncker e Schäuble, ninguém é homenzinho com H grande para seguir o mesmo caminho do aprendiz de feiticeiro Cameron, ao menos que sirva para refundar a União Europeia, no sentido de a tornar numa organização democrática, governada por dirigentes eleitos, liberta de tratados castradores que impõem aos Estados membros políticas que não escolheram e que não podem recusar, uma espécie de Catch 22 da governação económica e política, e que regresse às origens, à Europa do[s] Estado[s] social[ais], dos direitos, liberdades e garantias, e não a Europa bandeira da City e do neoliberalismo contra os povos que a integram, ou aguardar que o referendo seja repetido, tantas vezes quantas as necessárias, até que os 'bifes' digam aquilo que interessa à Europa que digam como é tradição na União Europeia, para que tudo fique na mesma, de "Dieselboom" a Tusk, passando por Juncker e Schäuble. Keep calm.


[Imagem]

 

 

 

 

Guardar

War, What is it good for? Absolutely nothing, 11

por josé simões, em 26.05.16

 

migrant-boat-1.jpg

 

migrant-boat-2.jpg

 

migrant-boat-3.jpg

 

migrant-boat-4.jpg

 

migrant-boat-5.jpg

 

 

[Aqui]

 

 

||| A Europa da vergonha

por josé simões, em 10.05.16

 

PPE logo.png

 

 

Não só passámos a pagar-lhes para isto, com o dinheiro dos contribuintes europeus que não há para nada, como ainda nos comprometemos a acelerar todo o processo de adesão, quiçá até queimando etapas e fechando os olhos a “pormenores” como os direitos humanos – que algumas vozes já defendem serem subjectivos e relativos a liberdade de expressão e a liberdade de imprensa.

Da Europa humanista, das liberdades, direitos e garantias, para a Europa da vergonha, do Partido Popular Europeu.


"Turquia acusada de abater refugiados sírios na sua fronteira"


"Relatório da Human Rights Watch volta a mostrar abusos cometidos pelas forças fronteiriças turcas."


[Imagem]

 

 

 

 

||| O mundo ao contrário

por josé simões, em 26.04.16

 

Juncker.jpg

 

 

Com Jean-Claude Juncker presidente da Comissão Europeia começa hoje no Luxemburgo o julgamento do jornalista francês e de dois ex-auditores da PricewaterhouseCoopers por terem passado ao Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação documentos que provam um esquema de fuga aos impostos por grandes empresas conhecido como LuxLeaks.

 

 

 

 

||| O vómito

por josé simões, em 24.04.16

 

Jan van de Velde-welcome library.jpg

 

 

"Hoje, a Turquia é o melhor exemplo para o mundo sobre a forma como devem ser tratados os refugiados"


[Imagem de Jan van de Velde, Wellcome Library]

 

 

 

 

||| Independência à vontade do freguês

por josé simões, em 22.04.16

 

 

 

A independência do banco central, e do respectivo Governador, inimputável e isento de críticas – pressões inaceitáveis e inqualificáveis da 'esquerda totalitária', só se aplica a Carlos Costa, biombo da direita no Banco de Portugal, apesar das conclusões da Comissão Parlamentar de Inquérito ao BES, renomeado pela direita para o Banco de Portugal, renomeação a pagar, com juros, pelos portugueses, durante os próximos muitos e bons anos. E a independência do Banco Central Europeu, e do seu Governador, também. Até ao dia em que o master fala e as voices escutam atentamente e dizem que sim e argumentam com o inevitável e insuspeito princípio do totalitarismo "manda quem pode" ler "manda quem paga" e a Alemanha é que paga pode.


No BCE a direita da 'escola alemã' não precisa de um biombo, precisa de um sniper.


"Temos um mandato para proporcionar a estabilidade de preços em toda a zona euro e não apenas na Alemanha. Este mandato foi determinado por lei. E nós obedecemos à lei, não aos políticos"

 

 

 

 

||| A direita dita democrática

por josé simões, em 24.03.16

 

mickey (1).png

 

 

A direita dita democrática, na capital da Europa do século XXI, na bancada parlamentar do maior partido europeu – o PPE.


"A ocidente tudo se tolera, sob pretexto dos sacrossantos direitos à liberdade de expressão e proteção de dados."