Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Os adeptos do futebol são todos uma cambada de imbecis?

por josé simões, em 17.05.17

 

this_ends_here David Lyle.jpg

 

 

O personagem que nestes últimos anos deliberada, voluntaria e metodicamente nestes melhor encarnou ["enverdou", para o caso] o que de mais perverso o Facebook tem, abandona a espelunca a lastimar-se da perversidade das "redes sociais".

 

O personagem que quando acordava de manhã o primeiro pensamento que lhe ocorria era "ora vamos lá ver como é que hoje vou chatear o meu vizinho do lado..." abandona a espelunca a pedir que o deixem em paz.

 

O personagem que todos os dias ultrapassava fronteiras com opiniões despropositadas sobre tudo o que respirava e intromissões na vida do vizinho do lado, abandona o espelunca cabisbaixo e chateado por ser alvo de opiniões despropositadas e vítima de intromissões na vida pessoal.

 

Os adeptos do futebol são todos uma cambada de imbecis?

 

[Imagem]

 

Adenda: Como alguém escreveu na outra rede, a que não teve o prazer de receber as iluminadas e eruditas dissertações do presidente do Sporting CP, Bruno de Carvalho abandona o Facebook na mesma altura em que as pessoas deixam de assinar a Sport TV.

 

 

 

 

 

Mar de Chamas

por josé simões, em 03.05.17

 

backdraft-movie-poster-1991.jpg

 

 

Bruno de Carvalho quer clubes castigados por causa dos presidentes que passam o dia no Facebook a "atear fogo à mata".

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

E os imbecis aplaudem

por josé simões, em 23.04.17

 

 

 

Temos assim um ex hooligan ex activista de claques [segundo a página Wiki, depois da legitimação dinástica do longo rol de graus de parentesco e de sucessões]  eleito presidente de um clube que, aquando de uma derrota ou de um resultado menos positivo da equipa de futebol, a primeira coisa que faz é atravessar o relvado em direcção à bancada para pedir desculpa aos hooligans à claque, a acusar o presidente de outro clube inimigo rival de ser refém de claques de futebol. Siga o circo.

 

 

 

 

O futebol é que induca

por josé simões, em 07.03.17

 

Salazar.jpg

 

 

Gastar páginas inteiras de jornais e horas intermináveis em programas de opinião nas televisões por causa dos pintelhos [sic] do Catroga e fazer de conta que o bardamerda do querido líder não existiu.

 

O hooliganismo e o discurso do ódio legitimado nas urnas com o aval de pessoas ditas de esquerda. MA-RA-VI-LHO-SO.

 

["O futebol é que induca e o fado é que enstrói", dixote usado pelas gentes "do reviralho" para caracterizar a política educativa do senhor na foto]

 

 

 

 

 

Os truques

por josé simões, em 05.03.17

 

eleições benfica.jpg

 

 

Com o silêncio cúmplice de uma comunicação social, sistematicamente acusada por dirigentes e adeptos, mais ou menos [des]conhecidos, de ser anti-Sporting, aquilo que foi uma evidente falta de profissionalismo aliada a uma gritante incompetência - as horas de espera dos associados da agremiação do Campo Grande em quilómetros de fila à roda do estádio para poderem exercer o seu direito de voto, foi transformada, amplificada e transmitida urbi et orbi como uma "grande manifestação de sportinguismo", "um sinal da vitalidade do clube", "uma resposta dos associados", "uma prova de democracia" [!!!], entre outros, para dar vazão à afluência de 19 mil associados, 4 mil votantes por correspondência, com o resultado a ser conhecido às 3 horas da madrugada [!], por comparação com as últimas eleições no outro lado da segunda circular, com 23 mil sócios, sem quaisquer minutos de espera em fila, a depositarem o boletim nas urnas que fecharam às 22 horas e o resultado a ser conhecido ainda antes das 23. Pecou por defeito Luís Filipe Vieira quando disse, sem mandar ninguém bardamerda, que o SL Benfica está 10 anos à frente da concorrência, 10 anos sim, mas 10 anos luz.

 

 

 

 

 

O triunfo de Trump

por josé simões, em 23.01.17

 

Otto Stupakoff 1963.jpg

 

 

Pessoas que apoiam incondicionalmente Bruno de Carvalho depois de terem passado o dia inteiro mais a noite toda nas "redes", nas rádios, nas televisões, nos jornais, "é pá, o Trump... como é que é possível? os amaricanos e tal... está tudo maluco, são todos parvos?!".


[Imagem de Otto Stupakoff]

 

 

 

 

Isto só lá vai quanda arbitragem sair da alçada do FC Porto e do Sporting CP

por josé simões, em 05.01.17

 

menino da lágrima.jpg

 

 

Justiça poética é os dois clubes que no final da época passado se uniram para "tirar a arbitragem da alçada do Benfica" serem agora os principais [supostamente] prejudicados pela nova arbitragem saída da aliança com o Diabo e todos contra o Benfica e apesar de só os burros falarem de arbitragem e da nova arbitragem registar melhorias elogiáveis e do novel Conselho de Arbitragem estar a fazer um bom trabalho.

 

 

 

 

Bruno Saraiva vs. Nuno Caravalho

por josé simões, em 27.09.16

 

anonimo.jpg

 

 

Se fosse um qualquer ministro era "a promiscuidade entre o jornalismo e o poder político", como é o presidente do Sporting a passar spin, antigamente conhecido como agit-prop, com o nome de "coluna de opinião", duas páginas de jornal, do jornal até há meses entidade patronal de Nuno Saraiva, actual responsável pela comunicação do clube, e a usar léxico, construção gramatical e semântica até hoje desconhecidas no discurso facebookiano e demais flash interviews trauliteiras de Bruno de Carvalho nos finais dos jogos e entrevistas mal-amanhadas em telejornais – uma revelação que surpreendeu até os mais desligados destas coisas do pontapé-na-bola, está tudo bem e não vem daí grande mal, nem ao mundo nem ao jornalismo, não necessariamente por esta ordem.


[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

||| Da série "Grandes Primeiras Páginas"

por josé simões, em 02.02.16

 

A Bola.jpg

 

 

A primeira página de A Bola, terça-feira, 9 de Junho de 2015


[Via]

 

 

 

 

||| Je suis Charlie

por josé simões, em 17.02.15

 

sporting joão rocha marcello caetano.jpg

 

 

Fazer cartoons com o profeta Maomé? Pode.
Fazer cartoons com o Papa e Jesus Cristo na cruz, de todas as maneiras e feitios? Pode.
Gozar com o guarda-redes do Sporting Clube de Portugal e guarda-redes da Selecção Nacional [como Helder Postiga e Hugo Almeida são os pontas-de-lança, porque é o que temos, temos pena]? Não pode.


Não foi à toa que Marcello caetano foi longamente ovacionado de pé no estádio de Alvalade 15 dias depois do "golpe das Caldas" e um mês antes do 25 de Abril de 1974.


«Bruno de Carvalho furioso com Sagres» e «Liga de clubes admite rever relação com a Sagres devido a vídeo de Rui Patrício»


[Imagem "Marcelo Caetano ouviu Alvalade e convenceu-se que não havia revolução"]

 

 

 

 

|| Da Democracia nos clubes de futebol

por josé simões, em 27.03.11

 

 

 

 

 

Qual seria a reacção dos cidadãos se por exemplo, e à imagem do que acontece nos clubes de futebol, nas eleições legislativas um eleitor com 18 anos valesse um voto e um eleitor com 60 anos valesse 60 votos, e tudo fundamentado no mais tempo de nacionalidade [o que não implica mais tempo de cidadania]?

 

(Imagem de Helmut Newton)