Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Preocupações

por josé simões, em 21.06.17

 

A dead deer lays on the roadside in an area affect

 

 

A nós preocupa-nos o topete, o descaramento, a falta de vergonha de todos os governantes, para o caso do PSD, com passagens pela Agricultura, Indústria, Ambiente e Administração Interna, entretidos em desregular e desmantelar o património natural e ambiental comum em benefício de interesses privados para onde posteriormente transitaram acabada a comissão de serviço no Governo. Missão cumprida.

 

PSD preocupado com a "descoordenação" no combate às chamas

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

Porquê?

por josé simões, em 19.06.17

 

publico.jpg

 

 

Porque é que andamos há décadas a massificar a floresta de eucalipto - o "ouro verde" como alguém um dia teve o desplante de a baptizar, destruindo a Reserva Ecológica Nacional, reduzindo a Reserva Agrícola Nacional - património natural e ambiental comum, fomentando a desertificação e os desequilíbrios ecológicos em nome do crescimento económico e da criação de riqueza? Para quem e para quantos?

 

Porque é que andamos há décadas a apostar e promover a indústria das celuloses - que se alimenta da massificação do eucalipto, em nome da criação de emprego - quantos, alguém já se dedicou a esta contabilidade? Em nome da criação de riqueza - Para quem e para quantos, alguém já efectuou este balanço? Em nome do crescimento económico - compensa ao Estado o investimento do dinheiro dos impostos dos contribuintes na indústria dos incêndios para garantir recheadas as contas bancárias dos accionistas e patrões das celuloses e dos industriais do eucalipto? Compensa em vidas humanas perdidas e famílias destruídas?

 

Porquê?

 

 

 

 

...

por josé simões, em 02.06.17

 

Francesco Bongiorni.jpg

 

 

[Francesco Bongiorni]

 

 

 

 

 

Com o tiro de partida dado por José Sócrates primeiro-ministro

por josé simões, em 15.01.17

 

lamanga-spain.jpg

 

 

Começa o saque ao património natural e ambiental comum:


Está dada licença para construir no litoral alentejano


Critérios utilizados na delimitação da Reserva Ecológica Nacional nos concelhos de Alcácer do Sal e Grândola reduziram a área demarcada aos leitos e margens dos cursos de água e a uma faixa muito restrita da zona litoral, deixando lacunas graves nas zonas de recarga de aquíferos.

 

 

benidorm-spain.png

 


[Na imagem o antes e depois em Espanha]

 

 

 

||| Drowning World

por josé simões, em 12.04.16

 

1 Drowning World - Gideon Mendel.jpg

 

 

2 Drowning World - Gideon Mendel.jpg

 

 

3 Drowning World - Gideon Mendel.jpg

 

 

4 Drowning World - Gideon Mendel.jpg

 

 

5 Drowning World - Gideon Mendel.jpg

 

 

"Climate change photographer wins the first Jackson Pollock Prize for Creativity"

 

 

 

 

||| Não ter a puta da vergonha na cara é isto

por josé simões, em 20.02.16

 

ventríloco.png

 

 

Duarte Marques, da bancada parlamentar de suporte ao Governo que entregou a pasta do ambiente à agricultura da eucaliptização por cima da biodiversidade, do ordenamento do território e da Reserva Agrícola Nacional "isso depois logo sé vê"; Duarte Marques, da bancada parlamentar de suporte ao Governo que entregou a pasta do ambiente à economia da celulose e da pasta de papel, em nome da recuperação, do crescimento económico e da criação de emprego – directo e indirecto, propagandeado primeiro, nunca contabilizado e confirmado depois; Duarte Marques, da bancada parlamentar de suporte ao Governo que bloqueou todas as acções inspectivas ambientais em nome da racionalização de custos e meios e de cortar fatias de gordura ao Estado – o celebérrimo fazer mais com menos; Duarte Marques, na bancada parlamentar da oposição preocupado com a poluição no rio Tejo provocada por uma fábrica de pasta de papel.


[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

||| O Verdadeiro Artista

por josé simões, em 09.12.15

 

the_human_cannon_ball.jpg

 

 

Saído do cargo de secretário de Estado da Troika no Governo do trambolhão de dez lugares no desempenho contra as alterações climáticas, entre outras por "um abrandamento significativo" no uso de energias renováveis, para a sinecura em Bruxelas como recompensa pelos serviços prestados:


"É tempo para investir mais. Temos de fazer muito mais. Esse é o meu apelo de hoje",


"Carlos Moedas quer mais investimento europeu na investigação sobre energias renováveis"


[Imagem]

 

 

 

 

||| Ainda que mal pergunte

por josé simões, em 30.11.15

 

Climate Change Paris 2015.jpg

 

 

Por que cargas de água é que um Governo assessorado e pejado de "técnicos", "especialistas" e outros trambiqueiros que escrevem e juram a pés juntos que o aquecimento global e as alterações climatéricas não se devem à acção do homem sobre o planeta mas antes obedecem a fenómenos naturais cíclicos [é ir recuperar o que foi escrito na blogosfera e no Twitter da direita que suportou o Governo] havia de se inscrever para falar na 'Cimeira do Clima'?


[Imagem]

 

 

 

 

||| Enquanto se fala nos gases da Volkswagen

por josé simões, em 02.10.15

 

1malaysian-nature-society-malaysian-nature-society

 

2malaysian-nature-society-malaysian-nature-society

 

3malaysian-nature-society-malaysian-nature-society

 

4malaysian-nature-society-malaysian-nature-society

 

 

[Aqui]


Adenda: Da hipocrisia

 

 

 

 

 

 

 

||| A nova normalidade

por josé simões, em 28.09.15

 

Ahmad_7_sleeps_on_the_pavement_on_the_border_of_Hu

 

 

Máscaras anti-poluição, de grife, na catwalk; barcos insufláveis salva-refugiados; crianças fugidas da guerra a dormir onde calha; os malandros da Volkswagen finalmente metidos na ordem.


Do que é que nos queixamos se está tudo bem? Do que é que nos rimos quando saímos à rua?

 

 

 

 

||| Da hipocrisia

por josé simões, em 22.09.15

 

volkswagen-photo-by-walter-sanders-for-life-1951.j

 

 

Da hipocrisia ocidental que deslocaliza industria para o terceiro mundo como forma de contornar legislação ambiental e que fecha os olhos à campeoníssima China das emissões de CO2 e dos atentados ambientais e ecológicos porque há que fazer negócio no império do crescimento de dois dígitos e eles são muitos, consumidores e produtores baratos.


Destruir a floresta tropical e os cursos de água com a exploração petrolífera? Pode. Um VW emitir gasaria acima da média definida por quem destrói a floresta tropical e os cursos de água? Não pode.


Destruir irremediavelmente o Árctico por causa do petróleo e do gás natural? Pode. Um VW emitir gasaria acima da média definida por quem destrói irremediavelmente o Árctico? Não pode.


Desflorestar o Amazonas e a floresta húmida por causa das madeiras que fazem os soalhos e os móveis do luxo ocidental? Pode. Um VW emitir gasaria acima da média definida por quem destrói o Amazonas e a floresta húmida? Não Pode.


Abrir crateras em serras e montanhas, e até em parques e reservas naturais, no saque aos mármores e à pedra que faz o cimento das casas do bem-estar ocidental? Pode. Um VW emitir gasaria acima da média estabelecida por quem abre crateras em serras e montanhas, e até em parques e reservas naturais? Não pode.


[Imagem]

 

 

 

 

||| «Ninguém ousa chamar os bandidos pelos nomes»

por josé simões, em 19.07.15

 

Bobby Becker.jpg

 

 

«Em causa negociatas, tentativas de branqueamento e enriquecimento ilícito e figuras públicas, políticos, estruturas partidárias, altos funcionários do Estado e firmas privadas. É esta a índole dos envolvidos. São Pedro da Cova, crime ambiental, corrupção, branqueamento, fraude fiscal e tráfico de influências que já duram há quase 20 anos. Crimes que continuam por investigar. Cavaco Silva, Durão Barroso, Valentim Loureiro, Nuno Melo, Assunção Cristas e Marco António Costa são as personalidades que, directa ou indirectamente, estão ligadas a esta sucessão de acontecimentos.


O processo-crime para apurar estas suspeitas foi arquivado»


[Imagem]

 

 

 

 

||| O modelo de desenvolvimento económico do “por cima de toda a folha”, caduca ou persistente

por josé simões, em 19.05.15

 

fuck.jpg

 

 

De uma coisa ninguém pode acusar o CDS, que é a de não ter um modelo de "desenvolvimento" económico para o país. Ou quando Pires 'soldado disciplinado' de Lima, pelo S. Martinho de 2013, anunciou no Parlamento investimentos na ordem dos 150 milhões de euros, 120 milhões pela Portucel e 26 milhões pela AMS Goma Camps, pensavam que os castanheiros iam ficar en su sitio, a dar castanhas para acompanhar a água-pé, e que os eucaliptos vinham por mar, importados em porões de navios, ou que, pelo contrário, se iria liberalizar a plantação do eucalipto e assistir à eucaliptização do país, do Minho ao Algarve?


O ambiente, a biodiversidade e o ordenamento do território têm de ficar para depois que a prioridade é fomentar a desertificação do terrirtório e desertificação humana e aumentar a mais-valia aos accionistas é tirar o país da crise e criar emprego. Os incêndios ficam por conta do Orçamento do Estado que por sua vez fica por conta do bolso do contribuinte.


Adenda: Há dados relativos ao emprego criado pelo investimento de 150 milhões de euros por parte das empresas de celulose? Há dados sobre qual a percentagem da riqueza criada por esse investimento de 150 milhões de euros que foi aplicada novamente na economia e sobre qual a percentagem que foi distribuída pelos accionistas?


[Imagem]

 

 

 

 

||| Não há aquecimento global

por josé simões, em 03.04.15

 

Justin Sullivan.jpg

 

Justin Sullivan 2.jpg

 

Justin Sullivan 3.jpg

 

Justin Sullivan 4.jpg

 

Justin Sullivan 5.jpg

 

 

Ainda há pouco tempo a SIC Notícias passou uma reportagem sobre os candidatos ao congresso pelo estado da Califórnia, alguns luso-descendentes, eleitos pelo Partido Republicano contra as políticas restritivas do consumo de água impostas pela administração Obama, com o argumento dos milhões de dólares que deixaram de ganhar anualmente tiveram de prejuízo com o arbítrio que é a intervenção do Estado limitativa do livre empreendedorismo das pessoas e da criação de riqueza e do american way of life e bla-blah-blah.


«The American West Dries Up»

 

 

 

 

 

 

 

 

||| 3 de Dezembro de 1984 – 3 de Dezembro de 2014

por josé simões, em 03.12.14

 

Bhopal, India.png

 

 

Bhopal, India [segundo a Magnum Photos]