Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

Mesmo na hora da despedida

por josé simões, em 08.02.18

 

insect.jpg

 

 

Pedro Passos Coelho, dos cortes nas pensões e reformas, definitivos em Bruxelas mas provisórios em Portugal, acusa o Governo da 'Geringonça' de ambiguidade, de "vários discursos: há um discurso para Bruxelas [...] e outro para o país, eles não coincidem, são todos os diferentes". Mesmo na hora da despedida o modus operandi continua o mesmo, a mentira e o acusar os outros dos males de que padece.

 

[Imagem]