Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DER TERRORIST

"Podem ainda não estar a ver as coisas à superficie, mas por baixo já está tudo a arder" - Y. B. Mangunwijaya, escritor indonésio, 16 de Julho de 1998.

|| Bloco Central alargado, respeito pela Constituição e pelos direitos dos cidadãos de um país soberano

por josé simões, em 31.08.11

 

 

Ou quando há alturas em que o parecer da Comissão Nacional de Protecção de Dados é para ter em conta e outras há que nem por isso. Para memória futura:

 

«O acordo foi assinado em Lisboa a 30 de Junho de 2009, durante o Governo PS, mas hoje foi defendido na Assembleia da República pelo ministro dos Negócios estrangeiros, Paulo Portas»

 

[Imagem de autor desconhecido]

 

 

 

 

 

 

|| Tempos que correm

por josé simões, em 31.08.11

 

 

A grande maioria das pessoas irá imediatamente entender para que serve e como usar, dizem. É um ícone dos tempos modernos, dizem também.

 

Real World Facebook Like Button

 

 

 

 

 

 

|| Não foi ninguém

por josé simões, em 31.08.11

 

 

Foi hoje, dia da apresentação do Plano de Estabilidade e Crescimento VII [ou VIII ou IX, já lhes perdi a conta] o ponto de viragem. Daqui para a frente vamos começar a ouvir nos cafés, nos transportes públicos, nas ruas, nas entrevistas curtas para as televisões, o velho desabafo “eu não votei neles”. Pois não, foi por golpe de Estado.

 

 

 

 

 

|| Quando a ficção se torna realidade

por josé simões, em 31.08.11

 

 

Eram muito à frente os Irmãos Marx nos idos de 1935. Cabe sempre mais um:

 

"Dependendo da vontade das instituições, temos um número potencial de 20 mil lugares em creches". Voluntários serão chamados para reforçar os cuidados.

 

 

 

 

 

|| Como diz a “outra”: “Eu hoje acordei assim”

por josé simões, em 31.08.11

 

 

 

 

 

 

 

|| Regionalite futeboleira

por josé simões, em 30.08.11

 

 

Agora que Miguel Relvas decretou o fim da RTP ilhas o deputado independente Carlos Abreu Amorim vai sair à rua a gritar contra o centralismo de Lisboa ou vai esperar pelo fim da RTP Porto para se decidir?

 

[Imagem do jornal Record de 10 de Setembro de 1992, finalíssima da Supertaça entre Benfica e Fóculporto]

 

 

 

 

 

 

|| Mission accomplished

por josé simões, em 30.08.11

 

 

What Happened to Medina Carreira?

 

 

 

 

 

 

|| Tempos que correm

por josé simões, em 30.08.11

 

 

 

Ainda sou do tempo do "mind the gap" na instalação sonora do metro de Londres.

 

[Detalhes]

 

 

 

 

 

 

|| 40 lugares sentados, 101 de pé, uma cadeira de rodas e motorista (*)

por josé simões, em 30.08.11

 

 

O principio “autocarro da Carris” aplicado às creches e infantários:

 

«Ministro Mota Soares apresenta medida para aumentar vagas nas creches»

 

(*) Assim como o motorista é sempre só um quer transporte 10 quer transporte 140 passageiros, os educadores e auxiliares…

 

 

 

 

 

 

|| Pictogram History Posters [The History of Jesus]

por josé simões, em 30.08.11

 

 

[Via]

 

 

 

 

 

 

|| Juden

por josé simões, em 29.08.11

 

 

Uma besta é uma besta é uma besta

 

[Imagem ¿Reírse de los nazis...?]

 

Adenda: Mesmo em inglês,  um palerma é um palerma é um palerma

 

 

 

 

 

 

|| Nem sei o que vos diga

por josé simões, em 29.08.11

 

 

 

 

|| Big Brother, level two [para o infinito e mais além]

por josé simões, em 29.08.11

 

 

Se o projecto de Big Brother do Governo PS era perigoso por colocar o Estado a vigiar o cidadão via matrícula do automóvel [e escusam de vir porque cartão de crédito/ Multibanco tem quem quer, telemóvel tem quem quer, Via Verde tem quem quer, matrícula nas viaturas é obrigatório] o do Governo PSD/ CDS, “campeão” da luta pela liberdade e contra o Big Brother do PS, é duas vezes mais perigoso porque, para além de devassar a vida privada do cidadão, coloca o Estado ao serviço dos interesses privados no sector da saúde. As seguradoras agradecem.

 

[Imagem]

 

 

 

 

 

 

 

 

|| Empregos para ucranianos e brasileiros

por josé simões, em 29.08.11

 

 

Não espanta ninguém que alguns dos principais beneficiários pelo estado calamitoso em que se encontram as finanças do país venham agora a terreiro clamar por medidas para a competitividade e produtividade. Agora que o país deixou de ser atractivo para a imigração há que aplicar aos nativos a mesma dose que antes era aplicada aos desgraçados que vinham de fora em busca de melhores salários e condições de vida. Começa sempre assim, não está em causa isto, não está em causa aquilo, e depois vem o mas.

 

 

 

 

 

|| Pictogram History Posters [The History of Adolf Hitler]

por josé simões, em 29.08.11

 

 

[Via]

 

 

 

 

 

 

Pág. 1/10